quarta-feira, 3 de junho de 2015

Inês da Minha Alma e O Plano Infinito reeditados no início de junho

A 11 de junho, ficam disponíveis nos pontos de venda os romances Inês
da minha alma e O plano infinito. Com a publicação destes dois títulos,
passam a ser 13 as obras da grande autora chilena no catálogo da Porto
Editora.
Inês da minha alma é um romance cujo enredo a autora dedicou a uma
das personagens mais fascinantes da História de Espanha, Inéz Suárez.
Já em O plano infinito, Isabel Allende explorou pela primeira vez uma
realidade distante do contexto sul-americano que lhe é tão familiar e
conduz o leitor até à Califórnia da segunda metade do século XX. Estas
obras estavam esgotadas no mercado português há vários anos.
Em 2014, a Porto Editora publicou O jogo de Ripper, a primeira incursão
pelo universo policial desta autora cujos livros já venderam mais de 60 milhões de exemplares.

Títulos: Inês da minha alma e O plano infinito
Autora: Isabel Allende
Págs.: 344 e 376
Capa: mole
PVP: 16,60 €


INÊS DA MINHA ALMA
Inés Suarez é uma jovem e humilde costureira, oriunda da Extremadura, que embarca em direção ao Novo Mundo para procurar o marido, extraviado pelos seus sonhos de glória no outro lado do Atlântico. Anseia também por uma vida de aventuras, vedada às mulheres na sociedade do século XVI.
Na América, Inés não encontra o marido, mas sim uma grande paixão:  Pedro de Valdivia, mestre de campo de Francisco Pizarro, ao lado de quem Inés enfrenta as incertezas da conquista e fundação do reino do Chile.
Neste romance épico, a força do amor prevalece sobre a rudeza, a violência e a crueldade de um momento histórico inesquecível. Pela mão de Isabel Allende, confirma-se que a realidade pode ser mais surpreendente que a ficção, e igualmente cativante.

O PLANO INFINITO
Explorando pela primeira vez uma realidade distante do mundo sul-americano que lhe é tão familiar, Isabel Allende conduz-nos até à Califórnia da segunda metade do século XX, seguindo os passos de duas famílias: a do pregador Reeves que percorre o Oeste num velho camião, anunciando um Plano Infinito que justifica a existência humana; e a dos Morales, imigrantes mexicanos que vivem num bairro hispânico marcado pela violência. Gregory Reeves, a personagem central do livro, cresce à sombra da pobreza e da negligência. Quando decide que o futuro só pode estar longe do bairro hispânico onde vive, e onde não passa de um gringo, parte em busca de algo melhor. O plano de que o seu pai tanto falava parece ser mais real do que Gregory gostaria de acreditar, e tudo acontece como se o destino estivesse traçado, sem que ele consiga evitar a sucessão de más decisões que afetam a sua vida.
Depois de um casamento falhado, da guerra do Vietname, da dor de perder um amigo e ver morrer tanta gente, Gregory regressa ao seu passado, sem aprender nada com os erros cometidos. Só mais tarde, quando é obrigado a enfrentar a realidade, começa a perceber que o seu destino depende apenas de si mesmo, e que o Plano Infinito pode afinal ainda estar em aberto.

Sobre a autora:
Isabel Allende nasceu em 1942 no Peru. Viveu no Chile entre 1945 e 1975, com largos períodos de residência noutros locais, na Venezuela até 1988 e, desde então, na Califórnia. Começou por trabalhar como jornalista, no Chile e na Venezuela. Em 1982, o seu primeiro romance, A casa dos espíritos, converteu-se num dos títulos míticos da literatura latino-americana. Seguiram-se muitos outros, todos eles êxitos internacionais. A sua obra está traduzida em trinta e cinco línguas. Em 2010, foi galardoada com o Prémio Nacional de Literatura do Chile.
Mais informações em: www.isabelallende.com e www.facebook.com/isabelallende


Sem comentários: