segunda-feira, 11 de maio de 2015 | By: Maria Manuel Magalhaes

Porto Editora publica a 15 de maio o último livro de Herberto Helder

Título: Poemas Canhotos
Autor: Herberto Helder
Págs.: 56
Capa: Dura
PVP: 16,60 €

Na próxima sexta-feira, dia 15 de maio, a Porto Editora orgulha-se de publicar Poemas Canhotos, o último livro de poemas inéditos de Herberto Helder, que o terminou pouco antes de morrer. Esta edição inclui uma bibliografia completa dos livros publicados pelo autor, cuidadosamente preparada por Luis Manuel Gaspar.
De acordo com a vontade de Herberto Helder, Poemas Canhotos terá uma edição de tiragem única.
Um dos poemas deste livro, «[fico tão feliz quando vejo como os golfinhos são…]», está disponível para leitura aqui e o índice aqui.
O AUTOR
Herberto Helder nasceu em 1930 no Funchal, onde concluiu o 5.º ano. Em 1948 matriculou-se em Direito mas cedo abandonou esse curso para se inscrever em Filologia Românica, que frequentou durante três anos. Teve inúmeros trabalhos e colaborou em vários periódicos como A Briosa, Re-nhau-nhau, Búzio, Folhas de Poesia, Graal, Cadernos do Meio-dia, Pirâmide, Távola Redonda, Jornal de Letras e Artes. Em 1969 trabalhou como diretor literário da editorial Estampa. Viajou pela Bélgica, Holanda, Dinamarca e em 1971 partiu para África onde fez uma série de reportagens para a revista Notícias. Em 1994 foi-lhe atribuído o Prémio Pessoa, que recusou.
Faleceu em Cascais a 23 de março de 2015, tinha 84 anos.