quinta-feira, 16 de abril de 2015 | By: Maria Manuel Magalhaes

Novidade Albatroz: No céu tudo é perfeito, de Annie Kagan

Título: No céu tudo é perfeito
Autor:
Annie Kagan
Tradução: José Loja
Págs.: 192
Capa: mole com badanas
PVP: 14,40 €

A 17 de abril, chega a Portugal No céu tudo é perfeito, de Annie Kagan, uma obra intensa, que descreve a viagem do irmão da autora pelo outro lado da vida.
Este livro é o primeiro do catálogo da Albatroz a ser divulgado na nova página da chancela no Facebook, em www.facebook.com/livrosalbatroz.

Excerto do Prefácio:
Algumas pessoas sentirão dificuldade em acreditar na narrativa da Dra. Kagan sobre as suas aventuras sobrenaturais com o irmão falecido. E é pena, isso, porque os filósofos gregos que fundaram o pensamento ocidental tinham grandes conhecimentos sobre o fenómeno extraordinário que ela descreve. Na verdade, os filósofos gregos até tinham um nome para aqueles que estavam, de alguma maneira, suspensos entre esta vida e a próxima. Chamavam-lhes os caminhantes entre mundos.
Raymond Moody, autor de Instantes da Eternidade e A Luz do Além

Sinopse:
Na madrugada do seu aniversário, a autora Annie Kagan recebe uma inesperada visita de Billy Fingers, o seu irmão rebelde e falecido semanas antes.
Pairo sem esforço através do espaço, acompanhado destas belas estrelas, luas e galáxias que cintilam à minha volta, são algumas das primeiras palavras que Billy transmite a Annie, numa conversa que a transportará numa viagem sem precedentes aos mistérios e às maravilhas da vida após a morte.
A descrição profunda e detalhada dos reinos místicos que Billy atravessa nesta viagem evolutiva pelo outro lado é agora partilhada com todo o leitor que se interroga sobre o que acontece depois de morrermos.
Um convite sublime a percebermos a morte mas também a vida.

Sobre a autora:
Annie Kagan começou a escrever música aos 14 anos. Com 15, assinou um contrato com um produtor da Columbia Records. Aos 16, fazia concertos em cafés e clubes de Nova Iorque. Depois de dez anos como compositora de música e cantora, Annie regressou à universidade, terminando o curso com distinção, tornando-se Doutora em Quiroprática, também com distinção, e abrindo um consultório privado na Upper East Side de Manhattan.
Interessada nas tradições espirituais orientais, Annie estudou Ioga e iniciou uma prática de meditação intensa. Seguindo a sua voz interior, abandonou a carreira como doutora, juntamente com a vida frenética na cidade, e procurou serenidade numa pequena casa junto à baía em uma das pontas de Long Island. Voltou a compor música, com a colaboração do produtor Brian Keane, vencedor de prémios Oscar e Emmy. O grande apreço de Brian pelas músicas de Annie, inspirou-a a juntar-se a um grupo de escrita. Enquanto escrevia o seu primeiro romance, o irmão, Billy, morreu inesperadamente e começou a comunicar com ela através do além.