sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

BOOKSMILE: A ciência divertida de Frank Einstein



O ar de louco do escritor norte-americano Jon Scieszka combina na perfeição com a diversão que os seus livros proporcionam nos mais jovens leitores.
Conhecido nos EUA como um acérrimo defensor da leitura desde cedo, em 2008 foi nomeado Embaixador Nacional para a Leitura Infantil pela Biblioteca do Congresso dos EUA.
Jon Scieszka achava que os rapazes viam a leitura como algo de aborrecido e que as bibliotecas da escola estavam recheados de livros com temas mais femininos. Logo, os rapazes provavelmente pensariam… ler é “coisa” de meninas. Ao longo do seu percurso profissional, inclusive como professor, Scieszka percebeu que os rapazes tinham maior dificuldade em adquirir gosto pela leitura. Então, decidiu escrever livros com temas mais atrativos para rapazes (as raparigas, essas já estavam conquistadas), tendo ainda criado o sítio www.guysread.com. Jon Scieszka explica tudo, na primeira pessoa, aqui.
Hoje, e após 11 milhões de livros vendidos, Jon Scieszka é um dos autores mais conhecidos em Terras do Tio Sam, tendo sido Frank Einstein: A Bicicleta Voadora (Booksmile I 192 pp I 12,99€ I 9+), agora editado pela Booksmile, considerado pela Amazon.com como um dos melhores livros infantojuvenis de 2014.

Sinopse:
O Frank Einstein é um miúdo genial, cientista e inventor. O Klink tem inteligência artificial. E o Klank tem quase inteligência artificial. Juntos vão tentar vencer o Prémio de Ciência com a sua invenção: uma bicicleta voadora com motor de antimatéria.
Nada mais simples, basta usar os três estados da matéria: sólido, líquido e gasoso. Tudo parece ir no bom caminho até surgir T. Edison, arqui-inimigo de Frank. Ele é capaz de tudo para estragar os planos do nosso génio!




E, porque os bestsellers também se fazem de elogios, Frank Einstein, uma coleção já com seis títulos editados (frankeinsteinbooks.com), tem uma lista de fãs de luxo, desde autores mundialmente conhecidos do género infantil, como Jeff Kinney, à imprensa de renome. Aqui ficam alguns exemplos:

«Nunca pensei que a Ciência pudesse ser tão divertida… até ter lido este livro. Vai pôr todos a rir”» — Jeff Kinney, O Diário de um Banana
«Caro Frank Einstein, inventa, por favor, uma máquina do tempo. Envia os teus livros para o passado, para 1978, ao meu cuidado. E já agora um skate que levite. Assinado: Tommy.» — Tom


1 comentário:

Gerson Machado de Avillez disse...

Muito criativo o título, original.