segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Novo livro de John Connolly, Os Três Demónios, sai a 30 de janeiro

Título: Os Três Demónios
Autor:
John Connolly
Tradutor: Vasco Gato
Págs.: 392
PVP: 16,60 €

John Connolly é um dos mais importantes escritores irlandeses e já são vários os prémios que ganhou pelos seus thrillers negros, tendo sido o primeiro autor não americano a vencer o US Shamus Award. Na sequência de Os Amantes (2012), a Porto Editora publica, a 30 de janeiro, Os Três Demónios, um policial emocionante e com a dose de misticismo e terror que caracteriza a obra do autor.
Esta história leva-nos do Iraque à fronteira do Maine com o Canadá, onde tudo se trafica, incluindo raros artefactos. Entre eles, conta-se uma caixa de Pandora, que encerra três demónios antigos, aparentemente responsáveis pelo suicídio de vários dos envolvidos na operação de contrabando. A fronteira entre o misticismo e as motivações de um assassino é ténue, e só um detetive como Charlie Parker, habituado a mover-se nos meandros do obscuro, será capaz de a transpor.

Sobre o livro:
Charlie Parker acaba de reaver a sua licença de detetive privado quando Bennett Patchett o procura, pedindo-lhe para averiguar as sinistras circunstâncias que envolveram o suicídio do filho, Damien, um veterano da guerra do Iraque. No decurso das suas investigações, Charlie Parker cedo percebe que um grupo de ex- -combatentes, sob a chefia do antigo comandante do batalhão, se envolveu ativamente numa estranha operação de contrabando na fronteira do Maine com o Canadá e que, uns atrás dos outros, todos acabam por conhecer o mesmo destino de Damien.
E quando Herod, um velho doente mas implacável, com uma propensão para o macabro, entra em cena, o detetive Charlie Parker terá de forjar uma aliança com o homem que mais teme à face da Terra, o assassino conhecido como «o Colecionador».

Sobre o autor:
John Connolly nasceu em Dublin, em 1968, e estudou Filologia Inglesa e Jornalismo. Colaborador de longa data do jornal The Irish Times, divide o seu tempo entre Dublin e os Estados Unidos da América, país que serve de cenário aos seus livros protagonizados pelo detetive Charlie Parker. Com um livro já adaptado ao cinema e outros em curso de adaptação, o sucesso de John Connolly é igualmente evidente na conquista de vários prémios como o Barry Award e o US Shamus Award (foi o primeiro autor não americano a receber esta distinção) e na sua nomeação para outros. Os seus livros encontram-se traduzidos em 28 línguas.

Imprensa:
Connolly funde com mão de mestre o romance policial e o romance de terror. Publishers Weekly
Como acontece sempre com Connolly, a narrativa macabra esconde--se numa prosa sugestiva e não raras vezes poética. The Independent
[…] aterradoramente entusiasmante […] extraordinariamente bem urdido […] escrito numa prosa invulgarmente elegante, flexível e emotiva. The Irish Times
Um portento, como todos os romances de Connolly. The Independent on Sunday


Sem comentários: