segunda-feira, 19 de janeiro de 2015 | By: Maria Manuel Magalhaes

Novidade Esfera dos Livros: Depressa Chamem um Médico!, de Paula Ferreira e Sónia Trigueirão

Os últimos tempos têm sido prolíferos em más notícias a propósito do Serviço Nacional de Saúde, em especial sobre os serviços de urgências dos hospitais portugueses. Neste livro, as jornalistas Sónia Trigueirão e Paula Ferreira revelam diversas histórias insólitas, passadas em consultórios privados, ambulâncias e hospitais, que nos permitem vislumbrar o que se passa no sector. Mas, em “Depressa Chamem um Médico!”, as autoras ouviram também as dificuldades com que se depara quem governa e gere os dinheiros públicos neste sector tão sensível para a sociedade.

Um livro que nos ajuda a perceber o que se passa afinal com a saúde em Portugal.

Sinopse:
A compressa esquecida no corpo de um paciente durante 13 anos; a operação à perna errada; o doente que afirma ao médico de família que a gripe se cura com aguardente; o homem que ligou 6970 vezes para o 112 para enganar a solidão, os enfermeiros e utentes que são obrigados a pagar medicamentos e material do seu próprio bolso; os médicos mortos que «passavam» receitas a doentes falecidos, remédios que eram revendidos para a Alemanha e Angola; o cirurgião que abusava de mulheres anestesiadas; os seis doentes que ficaram cegos devido à troca de medicamentos.

Estas são algumas das negligências e casos insólitos, uns com mais ou menos graça, que vai encontrar neste livro surpreendente. Depressa, Chamem Um Médico permite-nos levantar o véu sobre o que se passa verdadeiramente na saúde em Portugal: histórias de fraudes, relatos esclarecedores de quem contacta diretamente com os doentes, queixas dos profissionais que diariamente dão a cara, episódios que, de tão caricatos, parecem não pertencer ao mundo real. As jornalistas Sónia Trigueirão e Paula Ferreira revelam-nos as dificuldades de quem governa e gere os dinheiros públicos num setor tão sensível e crucial como este. Um livro decisivo para perceber o estado da Saúde em Portugal.


À venda a 23 de janeiro.