sábado, 20 de setembro de 2014 | By: Maria Manuel Magalhaes

Porto de Encontro regressa com Manuel Jorge Marmelo

O vencedor do Prémio Literário Correntes D’Escritas/Casino da Póvoa é o convidado da rentrée do ciclo de conversas com escritores.
O “Porto de Encontro” regressa ao convívio com os leitores com um dos maiores talentos da literatura portuguesa contemporânea, Manuel Jorge Marmelo. O vencedor do Prémio Literário Correntes D’Escritas/Casino da Póvoa 2014 é o convidado de Sérgio Almeida para a sessão agendada para o próximo dia 28 de setembro, às 17:00, na Biblioteca Municipal Almeida Garrett, no Porto (entrada livre), que conta ainda com a participação de Manuela Ribeiro (Correntes D’Escritas) e de Flávio Hamilton (Leituras).
Após ter visto a sua obra Uma Mentira Mil Vezes Repetida distinguida em fevereiro último com um dos mais importantes prémios literários em Portugal, Manuel Jorge Marmelo publicou há poucos meses o seu mais recente romance, O Tempo Morto é um Bom Lugar, que tem recebido elogios unânimes da generalidade da crítica e dos leitores.
Nascido em 1971, na cidade do Porto, Manuel Jorge Marmelo distinguiu-se primeiro como jornalista, tendo recebido o prémio de jornalismo da Lufthansa (1994) e a menção honrosa dos Prémios Gazeta de Jornalismo do Clube de Jornalismo/ Press Club (1996). O seu primeiro livro surgiu em 1996, O Homem que Julgou Morrer de Amor (novela e teatro). Publicou, depois, Portugués, Guapo y Matador (romance, 1997), Nome de Tango (romance, 1998), As Mulheres Deviam Vir com Livro de Instruções (romance, 1999), O Amor é para os Parvos (romance, 2000), Palácio de Cristal, Jardim-Paraíso (álbum, 2000), Sertão Dourado (romance, 2001), Paixões & Embirrações (crónicas, 2002), Oito Cidades e Uma Carta de Amor (contos e fotos, 2003), A Menina Gigante (infantil, 2003) e Os Fantasmas de Pessoa (romance, 2004). Tem publicado regularmente textos e contos em diversas antologias e publicações, em Portugal, no Brasil e em França.
Desde julho de 2001, o seu nome consta do Dicionário de Personalidades Portuenses do Século XX, da Porto Editora, sendo o mais jovem dos nomes biografados. Em junho de 2005, com o livro O Silêncio de Um Homem Só, é-lhe atribuído o Grande Prémio do Conto Camilo Castelo Branco, da Associação Portuguesa de Escritores em colaboração com a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão.
Esta XXIX edição do “Porto de Encontro” tem o apoio da Câmara Municipal do Porto, Livrarias Bertrand, Jornal de Notícias, Porto Canal, Antena 1, Sociedade Portuguesa de Autores, Porto Barros e Arcádia.