quarta-feira, 16 de julho de 2014 | By: Maria Manuel Magalhaes

Desaparecida - Katy Gardner [Opinião]

Título: Desaparecida
Autor: Katy Gardner
Edição/reimpressão: 2010
Páginas: 352
PVP: 8,90€

Sinopse:
Tudo começou com uma brincadeira de crianças…
Quem é que nunca jogou às escondidas? Quem nunca sentiu o entusiasmo de encontrar alguém no seu esconderijo perfeito?
Poppy está a brincar com a mãe, Mel. Poppy tem sete anos e a sua vida acabou de mudar radicalmente: tem um novo padrasto, um novo irmão, uma nova casa… A menina esconde-se e a mãe procura-a. Mas o tempo passa e ela não aparece. A polícia é chamada. À hora do desaparecimento, testemunhas viram um carro a afastar-se do local. Um carro familiar. Ao volante ia Si, o homem com quem Mel está casada há apenas um ano. Para a polícia é uma luta contra o tempo. Para Mel, cujo mundo foi virado do avesso, é uma questão de vida ou morte.  

A minha opinião: 
As opiniões que li recentemente acerca deste livro fizeram-me comprá-lo e lê-lo quase de imediato. Caso contrário, muito provavelmente, ter-me-ia passado despercebido.

Desaparecida saiu há 4 anos e penso não ter feito grande sucesso. De tal forma com o consegui por uma preço baratinho na Feira do Livro de Lisboa. Nas livrarias online ele também está com um preço apetecível e acessível a muitas carteiras. E digo isto porque vale mesmo a pena comprá-lo e lê-lo.

Confesso que o livro me tocou bastante porque sou mãe, mãe de uma menina, e mãe de uma menina que gosta de jogar às escondidas. E consegui transportar-me para a história colocando a minha filha no lugar de Poppy.

Poppy é uma menina de sete anos cuja vida mudou radicalmente desde que a sua mãe conheceu Si. Mel é uma mulher cujas relações amorosas fracassam sempre. O pai de Poppy nunca quis saber dela. Até que conhece Si, um homem excêntrico e um tudo ou nada misterioso, sobretudo em relação ao seu passado. Mas Mel não deseja saber do passado do seu namorado. O presente e futuro é que são importantes para ela e decide abraçar estar nova relação com unhas e dentes, apesar dos avisos insistentes quer dos seus pais, quer da sua melhor amiga. Sai de Londres para viver, literalmente, um amor e uma cabana (que se transforma num pré-fabricado).



Poppy não se adapta bem a esta nova vida e, para ajudar ainda mais, Mel descobre que está grávida, tendo Poppy que passar a partilhar a atenção da mãe com o novo bebé que vem a caminho.

Já com o filho mais novo nos braços, Mel tenta atender aos desejos da filha e num desses dias, como em tantos outros, decide brincar às escondidas com a Poppy, na futura casa de família, que se encontra em construção. No momento em que é a vez da filha de se esconder Mel ouve um carro a arrancar, mas desvaloriza pensando ser apenas Si que saiu com o carro de um amigo. No entanto, o tempo passa e de Poppy nem sinal.

Katy Gardner conseguiu prender-me desde o primeiro momento. A junção do passado misterioso do companheiro e o facto de Poppy ter desaparecido sem deixar rasto fez com que não largasse o livro até saber o final da história. São dois mistérios num só que estão interligados para que consigamos perceber o que esteve na causa do desaparecimento da criança.

Não há muitas palavras para descrever um livro que se lê em poucas horas, apenas me ocorre: fantástico!

Recomendo sem quaisquer reservas.



1 marcadores:

Rosana Maia disse...

Olá :)
Gostei muito de ler a opinião. Recomendação registada :).
Boas viagens,
Rosana
http://bloguinhasparadise.blogspot.pt/