sexta-feira, 11 de julho de 2014

Assírio & Alvim: Poesia - "Verbo — Deus como interrogação na poesia portuguesa"

Título: VERBO — Deus como interrogação na poesia portuguesa
Seleção e Posfácio:
José Tolentino Mendonça e Pedro Mexia
N.º de Páginas: 232
PVP: 14,40 €
Coleção: Documenta Poética

No próximo dia 11 de julho, a Assírio & Alvim publica uma antologia poética organizada por José Tolentino Mendonça e Pedro Mexia. Tem o título Verbo — Deus como interrogação na poesia portuguesa, porque Deus existe, na poesia como na vida, em modo interrogativo, mesmo para quem tem fé. Esta não é uma antologia para crentes ou para não-crentes, é uma antologia de poesia que dá exemplos de um tema, de um motivo, de uma obsessão, exemplos portugueses, numa época que também nos deu Claudel, Eliot, Luzi ou Milosz, poetas com uma questão, com uma pergunta que nunca está respondida.
Este livro reúne poemas de Vitorino Nemésio, Ruy Cinatti, Jorge de Sena, Sophia de Mello Breyner Andresen, Fernando Echevarría, José Bento, Ruy Belo, Cristovam Pavia, Pedro Tamen, Armando Silva Carvalho, Carlos Poças Falcão, Adília Lopes e Daniel Faria.
A apresentação está marcada para o próximo dia 12 de julho, pelas 10:00, no auditório da Fundação Cupertino de Miranda, em Vila Nova de Famalicão, no âmbito da edição inaugural dos encontros literários Carmina — Carmina I decorrerá nesta cidade nos dias 11 e 12 de julho justamente sob o mote «As interrogações de Deus na poesia» e, tal como o livro que agora se apresenta, este encontro é coordenado por José Tolentino Mendonça e por Pedro Mexia.
O encontro é realizado pela Fundação Cupertino de Miranda, em parceria com a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, e tem previstos vários debates, a apresentação de Verbo — Deus como interrogação na poesia portuguesa, e a realização de instantâneos de poesia nas ruas desta cidade, por Isaque Ferreira, João Rios e Rui Spranger. Participarão, entre outros: Rui Lage, Jorge Sousa Braga, Fernando Echevarría, Armando Silva Carvalho, Fernando J.B. Martinho, Sousa Dias, Alex Villas Boas, Maria João Costa, Maria João Reynaud, Rosa Maria Martelo, Pedro Sobrado e Frederico Lourenço.


Sem comentários: