quarta-feira, 11 de junho de 2014 | By: Maria Manuel Magalhaes

Sextante Editora: A saga familiar de Edward St Aubyn

Título: Alguma esperança | Leite materno
Autor:
Edward St Aubyn
Tradutor: Daniel Jonas
Págs.: 360
PVP: € 16,60

Alguma esperança | Leite materno, de Edward St Aubyn, é o segundo volume do quinteto sobre a família Melrose iniciado com Deixa lá | Más novas, cuja publicação em Portugal foi recebida com elogios por leitores e pela imprensa, sendo mesmo considerado um acontecimento literário.
A 20 de junho, o novo volume chega às livrarias, editado pela Sextante Editora.
Edward St Aubyn é um dos mais proeminentes escritores ingleses da sua geração. Um dos romances incluídos neste livro, Leite materno, foi finalista do Booker Prize em 2006 e vencedor dos prémios Femina Étranger e South Bank Show em 2007. Por sua vez, Miguel Esteves Cardoso considerou-o «uma obra-prima».

Sinopse:
«Se tens um talento, usa-o. Ou serás infeliz o resto da tua vida.» Em Alguma esperança, o 3.º romance do quinteto em torno da vida de Patrick Melrose, este começa a deslindar, refletindo sobre o inesperado conselho que o pai em tempos lhe dera, o carácter do homem que por pouco não lhe destruiu a vida. Entretanto, é o convidado relutante e crítico de uma festa que reúne a flor da aristocracia britânica, a nata dos arrivistas e a acerba princesa Margarida.
Em Leite materno, Patrick regressa, talvez pela última vez, à casa da família no Sul de França para passar o verão. A mãe, Eleanor, um destroço físico e mental, deixa-se manipular por um burlão New Age. Mary, a mulher, suspeita que Patrick esteja a ter um caso extraconjugal. E Patrick, melancólico e encurralado, vive no medo de passar aos filhos os seus traumas latentes, ao mesmo tempo entrevendo neles uma promessa de futuro.

Sobre o autor:
Edward St Aubyn nasceu em Londres, em 1960, e estudou Literatura Inglesa em Oxford. Os cinco romances sobre Patrick Melrose foram premiados, aclamados pela crítica e pelos pares, e culminaram na consagração internacional do autor.

Imprensa:
Leite materno é uma obra-prima. Miguel Esteves Cardoso
Talvez o mais brilhante romancista inglês da sua geração. Alan Hollinghurst
Nada nos pode preparar para a comédia rica e acerba do mundo de St Aubyn ou para a sua densidade filosófica. Zadie Smith
Uma obra-prima. Edward St Aubyn é um autor de imenso talento. Patrick McGrath
Fiquei viciada logo nas primeiras linhas. […] Uma intensa comédia social, a um tempo espirituosa e comovente, que me fez chorar no fim. Antonia Fraser, Sunday Telegraph
Leite materno tem o frenesim cerebral e a graça contundente de St Aubyn no seu melhor. Tatler