terça-feira, 17 de junho de 2014 | By: Maria Manuel Magalhaes

Novidade Parsifal: «Os Filhos Esquecidos do Império», de Joaquim Magalhães de Castro

Título: Os Filhos Esquecidos do Império
Autor: Joaquim Magalhães de Castro
Páginas: 216
PVP: 14,50 €
Editor: Edições Parsifal

«DESCENDENTES DE AVENTUREIROS, COMERCIANTES OU SOLDADOS-DA-FORTUNA, TRANSPORTAM NO SANGUE UM PORTUGAL QUE AMAM, MAS QUE CONTINUA A IGNORÁ-LOS»

Sobre o livro:
Desde o início da expansão ultramarina no Oriente, alguns dos mais fascinantes episódios da História de Portugal foram protagonizados por actores à revelia da política oficial da Corte em Lisboa. Exploradores destemidos, nobres sem terras à procura de um reino, aventureiros sem medo, comerciantes ávidos ou meros soldados-da-fortuna partiram à descoberta do mundo e ficaram maravilhados com novas paisagens, novos costumes, novas gentes.
Nos arredores de Malaca, estão ainda bem vivos os descendentes dos cavaleiros que, em 1511, com Afonso de Albuquerque, conquistaram esta importante praça-forte. Em várias aldeias do interior da Birmânia, a herança deixada pelos soldados de Filipe de Brito de Nicote, que ali chegaram há quatro séculos, continua a manter a sua identidade. Na ilha de Samatra, o tsunami de 2004 devastou a costa leste, fazendo desaparecer praticamente uma comunidade lusodescendente ali instalada após um naufrágio ocorrido no século XVI.
Desfeitos os sonhos, o que resta da presença portuguesa no Oriente? Neste livro, o viajante Joaquim Magalhães de Castro retrata a fantástica saga das comunidades que mantêm vivas a alma e o sangue portugueses em lugares recônditos do planeta, fazendo de Os Filhos Esquecidos do Império uma obra surpreendente e fascinante.

Sobre o autor:
Joaquim Magalhães de Castro nasceu nas Caldas de São Jorge, em Santa Maria da Feira. Escritor, jornalista independente, fotógrafo e investigador da História da Expansão Portuguesa, é autor dos livros Mar das Especiarias, Viagem ao Tecto do Mundo – O Tibete Desconhecido, No Mundo das Maravilhas (integrados no Plano Nacional de Leitura), Oriente Distante e Na Senda de Fernão Mendes Pinto. Publicou ainda os álbuns fotográficos Os Bayingyis do Vale do Mu – Lusodescendentes na Birmânia, A Maravilha do Outro – No Rasto de Fernão Mendes Pinto e Sagres – Nossa Barca.
É também autor dos documentários televisivos Bayingyi, a Outra Face da Birmânia, Himalaias – Viagem dos Jesuítas Portugueses e De um Lado para o Outro – Diários da Mongólia. Colabora ainda na imprensa de Portugal e de Macau, onde habitualmente reside.