sexta-feira, 20 de abril de 2012

Cadáver não Identificado - Patricia Cornwell [Opinião]

Título: Cadáver não Identificado
Autor:
Patricia Cornwell
P.V.P.: 15,11 €
Coleção: O Fio da Navalha
Nº na Coleção: 46
Data 1ª Edição: 31/07/2002
Nº de Edição:
ISBN: 972-23-2908-1
Nº de Páginas: 376


Sinopse:
"Senti o tal cheiro a cão sujo e molhado no momento em que ele forçou a entrada e fechou a porta com o pé. Afoguei um grito na garganta enquanto ele abria um sorriso hediondo e estendia uma mão peluda para me tocar na cara num gesto quase de ternura". Kay Scarpetta, médica legista, chefe da Virginia e protagonista de eleição de Patricia Cornwell, vai investigar uma série de crimes muito peculiares.

Tudo começa com a descoberta de um corpo já em decomposição no contentor de um barco que chega ao porto de Richmond, vindo da Bélgica. A autópsia levada a cabo pela doutora Scarpetta não revela, a princípio, uma causa para a morte da vítima nem tão pouco a sua identidade. Na tentativa de desvendarem este mistério, Kay e o capitão Pete Marino viajam até França, onde há registo da ocorrência de crimes similares. Na cidade de Lyon, Kay recebe instruções da Interpol no sentido de recolher informações secretas numa morgue em Paris. Um percurso altamente perigoso que pode não só arruinar-lhe a carreira como pôr em risco a sua própria vida.

A minha opinião:
Em Cadáver não Identificado Kay Scarpetta, bastante fragilizada ainda pela morte do marido, vê-se envolvida numa intensa investigação para descobrir a identidade do corpo de um homem encontrado num contentor de um barco.
A autópsia ao corpo da vítima leva-a a um resultado surpreendente: é encontrado um pêlo esquisito no corpo e também nas roupas de marca que trazia vestida. Mais tarde, um crime cometido a uma mulher, que encaixa no mesmo Modus Operandi, leva-a a concluir que este não se trata de um assassino em série vulgar. E quando é chamada pela Interpol a Paris, para investigar o caso, juntamente com Marino, começa a desconfiar que algo de muito estranho pode estar por detrás de tudo isso. Estranho e com muita influência...
Além de realçar o carácter da investigação, há que notar a humanidade com que Patricia Cornwell trata Kay. Os problemas familiares que vão surgindo ao longo da história e o drama interior que ainda vive são muito focados neste livro.
Aos amantes de policiais, e não só, recomendo.

Novidades Esfera dos Livros

Título: D. Maria II - Tudo por um reino
Autor: Isabel Stilwell
Colecção: Romance
P.V.P: 24 €
EAN: 9789896263690
Páginas: 688 + 16 de extratextos a cores
Formato: 16 x 23,5 / Brochado capa + sobrecapa
Data de distribuição: abril

Com apenas 7 anos Maria da Glória torna-se rainha de Portugal. Um país do outro lado do oceano que nunca havia pisado. A sua infância foi vivida no Brasil, entre o calor e os papagaios coloridos que admirava na companhia dos seus irmãos e da sua adorada mãe, D. Leopoldina. A ensombrar esta felicidade apenas Domitília, a amante do seu pai, Imperador do Brasil e D. Pedro IV de Portugal.
Em 1828 parte rumo a Viena para ser educada na corte dos avós. Para trás deixa a mãe sepultada, os seus adorados irmãos e a marquesa de Aguiar, sua amiga e protetora. Traída pelo seu tio D. Miguel, que se declara rei de Portugal, e a quem estava prometida em casamento, D. Maria acaba por desembarcar em Londres onde conhece Vitória, a herdeira da coroa de Inglaterra a quem ficará para sempre ligada por uma estreita relação de amizade.
Aos 15 anos, finda a guerra civil, D. Maria pisa pela primeira vez o solo do seu país. Seria uma boa rainha para aquela gente que a acolhia em festa e uma mulher feliz, mais feliz do que a sua querida mãe. Fracassada a sua união com o tio, agora exilado, casa-se com Augusto de Beauharnais que um ano depois morre de difteria. Maria era teimosa, não desistia assim tão facilmente da sua felicidade e encontra-a junto de D. Fernando de Saxo-Coburgo-Gotha, pai dos seus onze filhos, quatro deles mortos à nascença.
Esta é a história de uma rainha que fez tudo pelo seu reino. Isabel Stilwell, autora bestseller de romances históricos em Portugal, leva-nos a um dos períodos mais conturbados da História de Portugal, tendo como pano de fundo as guerras entre liberais e absolutistas, para nos contar a história desta rainha, mulher, mãe dedicada e política de pulso forte e coragem inabalável que durante dezanove anos comandou os destinos de Portugal.

Sobre a autora:
Isabel Stilwell é jornalista e escritora. Atualmente é diretora do jornal Destak. Foi diretora da revista Notícias Magazine, e tem um longo percurso na imprensa escrita. Depois do enorme sucesso do seu primeiro romance, Filipa de Lencastre, A rainha que mudou Portugal (25.ª edição), Isabel Stilwell consagrou-se como autora portuguesa de romances históricos com o seu segundo livro Catarina de Bragança, A coragem de uma infanta portuguesa que se tornou rainha de Inglaterra (17.ª edição) e com D. Amélia, A rainha exilada que deixou o coração em Portugal (13.ª edição).


Título: A Solidão da Rainha
Autor: Pilar Eyre
Colecção: Fora de coleção
P.V.P: 23,90 €
EAN: 9789896263645
Páginas: 392 + 48 de extratextos
Formato: 16 x 23,5 / Brochado
Data de distribuição: março
Este é um livro íntimo e corajoso que vai para além da solenidade das fotografias oficiais, do sorriso majestoso, do protocolo da corte e também das biografias canónicas, para chegar, pela primeira vez, ao território desconhecido e misterioso que é a alma de Sofia.
Uma mulher fria por fora, mas apaixonada por dentro, com uma infância difícil, uma juventude atormentada e um longo amadurecimento cheio de momentos de felicidade plena, mas também de enormes deceções e sofrimentos.
Esta biografia apresenta dados inéditos e personagens interessantes, mostra-nos uma rainha que alcançou a pulso, com grandes sacrifícios e um elevado custo pessoal, o lugar que ocupa na História de Espanha, mas cuja vida privada não lhe trouxe a felicidade que todo o ser humano merece. Princesa de um país pobre e marginal, conheceu a fome, o frio, os ratos... No exílio mais duro de um mundo em chamas, cresceu ao lado de uns pais de personalidade surpreendente, apaixonou-se por quem não a quis, casou com quem devia e lutou como uma fera ao lado do seu marido num período vibrante e perigoso do passado de Espanha para conseguir ocupar o trono. Valeu a pena? O preço foi demasiado alto?
A Solidão da Rainha aborda a vida de Sofia em profundidade, com respeito, mas também de bisturi na mão, com a intenção de trazer mais luz sobre uma vida apaixonante, com a qual iremos rir, chorar, indignarmo-nos e admirarmo-nos e também inteirarmo-nos de factos incríveis, que parecem não caber numa só vida humana.

Sobre a autora:
Pilar Eyre (Barcelona) estudou Filosofia e Letras e Ciências da Informação. Exerceu jornalismo como colunista, entrevistadora e repórter em vários jornais e revistas (Hoja del Lunes, Mundo Diário, La Vanguardia, Interviú, El Periódico de Catalunya e El Mundo, entre outros) e colaborou também em diversas emissoras de rádio e televisão. É autora de vários livros, entre os quais cabe destacar: Segredos e Mentiras da Família Real Espanhola, publicado em Portugal pela Esfera dos Livros com grande sucesso.

Título: Cozinhar, Celebrar e Partilhar
Autor: Joana Roque
Colecção: Manuais e Guias
P.V.P: 20 €
EAN: 9789896263607
Páginas:+/- 440 + 48 extratextos
Formato: 16 x 23,5/ Brochado
Data de distribuição: março
A vida é feita de celebrações. De pequenos grandes momentos que merecem ser festejados. Da notícia da gravidez tão desejada de uma amiga, à celebração do Natal ou da Páscoa que reúne toda a família, do dia da mãe que merece sempre um carinho especial, ao almoço de domingo, da festa de aniversário de graúdos que nos enche a casa, à celebração de mais um ano da pequenada que não para de crescer. Do aniversário de casamento, ao dia de São Valentim… Para Joana Roque só há uma forma de celebrar todos os momentos únicos que a vida tem para nos oferecer: à mesa. Entre um bom prato de bacalhau, uma carne assada, uma fatia de bolo de cenoura, uma chávena de chocolate quente ou um copo de sangria, partilhamos sonhos, promessas, conquistas, alegrias e algumas tristezas. Brindamos à família, aos amigos, ao Ano Novo, ao amor e à amizade.
Depois do sucesso de Feito em Casa, em 8.ª edição, Joana Roque traz-nos mais de 300 receitas para celebrar a vida! Receitas práticas, fáceis de concretizar, que saem sempre bem e não pesam no nosso orçamento familiar. Sem esquecer as indispensáveis dicas práticas e os conselhos de economia doméstica que facilitam o nosso dia a dia.

Sobre a autora:
Joana Roque tem 33 anos e é formada em Turismo pela Escola Superior de Educação de Coimbra. É casada e sempre gostou de cozinhar e de comer. Em abril de 2006 criou um blogue de dieta, para a ajudar com as suas tentativas para perder peso, mas rapidamente passou a ser solicitada para partilhar as receitas daquilo que comia. Em maio de 2006 surge então o blogue As Minhas Receitas, com receitas simples e acessíveis a todos. Em finais de 2008, surge o blogue A Economia Cá de Casa. Em 2010 editou com grande sucesso o livro Feito em Casa, 8ª edição. Colaborou com a SIC Mulher, no programa Mais Mulher e tornou-se presença regular na televisão e noutros meios de comunicação social onde partilha as suas receitas e as suas dicas de economia doméstica.

Título: Uma Casa para Costurar
Autor: Joana Nobre Garcia
Colecção: Manuais e Guias
P.V.P: 21€
EAN: 9789896263744
Páginas: +/- 336
Formato: 16 x 23,5 / Brochado
Data de distribuição: abril
Está grávida e gostava de ter uma fralda com a inicial do nome do seu filho, ou fazer um mobile diferente, mas acha que é difícil de mais? O quarto do seu filho estava mesmo a precisar de umas caixas de arrumação coloridas para aqueles brinquedos todos. A sua sala necessita de umas almofadas novas, e já agora de uns cortinados, mas não tem orçamento para comprá-los na loja? Gostava de mudar o tecido da cabeceira da sua cama, mas não sabe como…
Tudo isto é possível com a ajuda preciosa de Joana Nobre Garcia. Depois do sucesso do anterior livro Costura-Mania, a autora traz-nos agora 105 projetos que prometem dar mais alegria à nossa casa. Como fazer cortinas, almofadas em forma de dinossauro ou de leão, toalhas para a casa de banho, sacos-cama, lençóis com um toque pessoal, uma almofada de leitura ou de amamentação, caixas decorativas, capas de edredons, toalhas de mesa, bolsas para os comandos da televisão e muito mais…
Não há desculpas. Joana Nobre Garcia explica-nos as técnicas, os materiais necessários, os truques que garantem o sucesso de cada projeto, dá-nos os moldes e, passo a passo, ensina-nos a fazer os nossos próprios objetos.

Sobre a autora:
Joana Nobre Garcia é casada e mãe de três filhos. Licenciada em Economia pela Universidade Católica Portuguesa, é responsável pela área comercial/financeira de uma empresa da família e professora do 1º ciclo de Costura Criativa no Real Colégio de Portugal.
É criadora e proprietária da marca Rosapomposa, onde cria objetos únicos, feitos à mão, desde brinquedos, sacos em tecido, embalagens em tecido a inúmeras utilidades. Desenvolve padrões para tecidos, kits Corte&Cose com o objetivo de fomentar as artes manuais entre os mais novos e leciona workshops para adultos e crianças.
É presença assídua em vários órgãos de comunicação social nomeadamente no programa Mais Mulher, na Sic Mulher. Colabora na revista NG Soluções e com a loja de tecidos Santo Condestável.

Título: Ensina o teu filho a estudar
Autor: Renato Paiva
Colecção: Manuais e Guias
P.V.P: 16 €
EAN: 9789896263683
Páginas: 264
Formato: 15 x 23 / Brochado
Data de distribuição: abril
Um livro onde se fala (…) da relação entre pais e filhos, no que reporta ao estudo, entre pais e professores, entre a família e a escola, dessa coisa fantástica mas terrível que são as atividades extracurriculares, e também dos insucessos escolares, das falhas educativas, dos deficits de aprendizagem, das situações em que se sentem – pais e filhos – tristes, sem esperança, sem farol e sem rumo. De tudo isto o Renato nos fala. Com a calma de quem sabe. Com a atenção de quem se preocupa. Com a moderação e o bom-senso de quem tem experiência. E de um modo coloquial, acessível, que se lê com gosto.Mário Cordeiro, in PrefácioO meu filho não gosta da escola, como lhe consigo explicar a sua importância? Os trabalhos de casa são realmente necessários? Que metodologia de estudo devo incentivar no meu filho? Quais os alimentos que favorecem o estudo? Como devo reagir quando as notas são negativas? Estas e outras perguntas são respondidas neste livro por Renato Paiva, orientador educacional com vasta experiência no acompanhamento de pais e alunos.
Numa linguagem prática e direta, com exercícios, orientações claras, estratégias e ideias-chave que devemos reter, o autor ajuda-nos a escolher a melhor escola para os nossos filhos, a promover a autonomia de estudo, a enraizar métodos de aprendizagem desde cedo e a enfrentar problemas como a hiperatividade, a dislexia ou outras dificuldades de aprendizagem.

Sobre o autor:
Renato Paiva é diretor da Clínica da Educação. Licenciado no Curso de Professores do Ensino Básico pela Escola Superior de Educação de Setúbal, mestre em Multimédia na Educação pela Universidade de Aveiro. Tem uma vasta experiência como formador, no apoio terapêutico-pedagógico às dificuldades de aprendizagem e na área da orientação escolar para pais e alunos. Em 2007, editou com a Esfera dos Livros o livro SOS Tenho de Passar de Ano.


Título: D. Maria, a Empregada de Cavaco
Autor: António Ribeiro
Colecção: Fora de coleção
P.V.P: 15 €
EAN: 9789896263652
Páginas: 192
Formato: 16 x 23,5 / Brochado
Data de distribuição: Março
«Bem alertou o Senhor Presidente que o corte dos subsídios aos funcionários públicos e aos pensionistas não era justo. E o Senhor Presidente sabia do que falava, pois ele também é um desses pensionistas. Lá por não jogar à bisca lambida no jardim de Belém com os outros reformados, não andar a ler todos os jornais gratuitos que oferecem nos semáforos e ganhar uma pensão 33 vezes mais alta do que a de 300 euros que eles têm não quer dizer que o Senhor Presidente não sofra com os cortes nas pensões. (…). Correu até o boato que o Senhor Presidente não ia assinar o Orçamento para 2012. Mas essas pessoas não conhecem o Senhor Professor Cavaco Silva como eu conheço. O seu dever é alertar. Não é vetar. (…) Felizmente durante os seus 48 anos de casado, o Senhor Presidente e a Primeira-dama foram sempre muito poupados. (…) Tivessem os outros reformados feito o mesmo e agora não andavam aí a protestar por tudo quanto é lado. Ganhavam o salário mínimo e não punham nada de lado? E agora queixam-se?! Como se diz na minha aldeia: no poupar é que está o ganho.»Nascida em Horta da Vilariça, no final dos anos 40, Maria chegou a Lisboa ainda na flor da juventude. Nascida para trabalhar, rapariga de muita discrição, cedo ganhou a admiração nos corredores do Palácio de Belém. Testemunha privilegiada do dia a dia do palácio, Maria traz-nos ao longo destas páginas o relato inédito e não censurado dos bastidores da presidência do Professor Aníbal Cavaco Silva.
Dos pequenos episódios da vida doméstica às audiências com as grandes figuras da política internacional, tudo é aqui registado de forma simples e apaixonada pela empregada do Presidente da República.
Depois do bestseller O Cão de Sócrates, António Ribeiro regressa à escrita com pano de pó e espanador em punho, para nos abrir as portas do Palácio de Belém e narrar as peripécias de Maria, a empregada de Cavaco Silva. Das alegadas escutas em Belém, às relações institucionais com José Sócrates e Passos Coelho, do estatuto dos Açores, ao Orçamento de Estado de 2012, das ações do BPN, às pensões do Senhor Presidente da República.
D. Maria, nascida em Horta da Vilariça, distrito de Bragança, nos anos 40 do século passado, veio para Lisboa com pouco mais de 20 anos para servir sete Presidentes da República. Cozinheira e empregada de limpeza ao serviço de Sua Excelência o Senhor Presidente da República.

Título: Arrisca-te a viver
Autor: Gustavo Santos
Colecção: Fora de colecção
P.V.P: 15 €
EAN: 9789896263676
Páginas: 224
Formato: 16 x 23,5 / Brochado
Data de distribuição: abril
Nova Apresentação no BBC, dia 10 de Maio, 21h30


Quando foi a última vez que arriscaste? Que disseste «não» alto e em bom som? Que saíste da tua zona de conforto, do sofá, da rotina doentia, dos padrões e moldes em que cresceste? Que agiste, pegando sem medo nas rédeas da tua vida?
Muitas vezes parece que vivemos ao sabor da vida. Somos conduzidos pela sociedade e os seus preconceitos, pelos limites que nos impusemos a nós mesmos e pelo medo, pura invenção da nossa mente. Sem qualquer tipo de amor-próprio, estima ou confiança, regemo-nos por valores que não são nossos, por pessoas que nos sorriem e a quem permitimos tudo e mais alguma coisa, mas que são verdadeiramente tóxicas para a nossa vida.
Chega de viver assim, não achas? É tempo de mudar e o risco é a graça da vida. É aventura, é o desconhecido, é a busca e a mais valiosa oportunidade para cresceres e alcançares aquilo que julgavas inalcançável, mas que afinal estava aqui tão perto.
Para viveres a tua vida em pleno, precisas de arriscar. Para isso tens de agir, de te entregar ao «agora», não te deixares influenciar pelos outros, as suas opiniões, críticas, os juízos de valor e entregares-te à vida com paixão.

Sobre o autor:
O conhecido apresentador Gustavo Santos leva-te numa viagem transformadora ao longo destas páginas, convidando-te a mergulhar na tua vida, para te tornares mais feliz. Com mais de 100 poderosas perguntas que te vão fazer pensar e mudar a tua forma de viver e 11 exercícios que te vão mostrar que a vida pode ser muito mais do que aquilo que tu até agora pensavas ser possível...
Gustavo Santos nasceu a 27 de maio de 1977 e, desde cedo, dedicou-se às artes. Iniciou a sua aventura profissional na dança, tendo-se tornado campeão mundial de Hip-Hop com o grupo em Hexa, em Los Angeles. Agora podemos vê-lo como apresentador no programa da Sic Mulher, Querido, mudei a casa. Iniciou-se pela literatura, tendo já publicado três romances, e agora arrisca, como é seu timbre, numa nova área: a valorização pessoal. Orador em inúmeras palestras sobre o tema e sendo formado em Coaching segundo as normas da ICF.


Título: O seu treinador pessoal
Autor: Pedro de Medeiros
Colecção: Manuais e Guias
P.V.P: 16 €
EAN: 9789896263720
Páginas: +/- 208
Formato: 16 x 23,5 / Brochado
Data de distribuição: março
Olá, eu sou Pedro Medeiros e sou o seu treinador pessoal. A partir de agora eu e você estamos juntos, página a página, exercício a exercício, para levá-la/o a concretizar os seus objetivos.

- Quer emagrecer?

- Tem barriga e não consegue perdê-la por mais abdominais que faça?

- Quer vestir as suas calças 36 que deixaram lhe de servir?

- Quer fazer exercício físico mas pretende ter um programa personalizado, adequado ao seu corpo, ao tempo que dispõe e aos seus objetivos de treino?

Tenho mais de quinze anos de experiência em ginásios e sou formador em Educação Física. Já vi de tudo. Pessoas que não conseguem manter-se motivadas e ao fim de uma semana de ginásio desistem, gente motivada que por fazer um plano errado de exercícios não consegue alcançar a sua meta e sente-se frustrada.
Por isso decidi escrever este livro. Uma ferramenta prática para usar no ginásio, mas, caso não possa ou não queira inscrever-se, não tem desculpa porque este livro tem tudo o que precisa para fazer ginástica no conforto da sua casa. Trata-se de um manual com fotografias passo a passo de cada exercício, com técnicas e estratégias de treino, exercícios variados para as diferentes partes do seu corpo, conselhos para começar a correr, bem como dicas de alimentação, e de descanso adaptadas a si, à sua idade, ao seu caso, para que sejam eficazes e eu e você apresentemos elevados índices de sucesso.

Sobre o autor:
Pedro de Medeiros nasceu na cidade de Ponta Delgada, São Miguel, Açores, licenciou-se em Ciências do Desporto na Faculdade de Motricidade Humana (lisboa). Posteriormente fez uma Pós-Graduação em Qualidade de Vida e Autonomia Funcional na 3ª Idade, e finalizou o mestrado em Treino de Alto Rendimento, também na Faculdade de Motricidade Humana. Trabalha há cerca de 15 anos na área de exercício e saúde, em entidades como o Holmes Place Health Clubs. Foi personal trainer de algumas figuras públicas como, Ana Rita Clara (apresentadora), Sabri Lucas (ator), Ana Guedes (pivot), entre outros(as). Foi o responsável pela rúbrica de fitness no programa Mais Mulher, na Sic Mulher .

Título: A dieta dos 31 dias
Autor: Ágata Roquette
Colecção: Manuais e Guias
P.V.P: 16 €
EAN: 9789896263751
Páginas: +/- 176
Formato: 16 x 23,5 / Brochado
Data de distribuição: abril
Lançamento dia 8 de Maio, 18h30, El corte Inglés. Apresenta Marta Aragão Pinto


Está farta de dietas que não funcionam? Que a obrigam a passar fome? Em que emagrece um quilo e logo recupera dois? Dietas com alimentos que não encontra nos nossos supermercados e restaurantes? Que a proíbem de comer o pão ao pequeno-almoço de que tanto gosta? Não quer tomar medicamentos nem suplementos dispendiosos para emagrecer?
Então este livro é para si. A nutricionista Ágata Roquete traz-lhe uma dieta inovadora, adaptada aos hábitos alimentares portugueses, onde o resultado é garantido. No final do mês, a sua balança vai acusar menos 3 a 6 quilos, se for mulher, e 5 a 8 quilos, se for homem.
Como? Tudo começa na primeira consulta onde a nutricionista lhe explica os alimentos proibidos – como batatas, massa, arroz, bolachas, isto é, os hidratos de carbono- e os alimentos que pode consumir à vontade diariamente. A partir daqui cada página deste livro acompanha-a dia a dia, com dicas práticas, conselhos úteis que a motivam, e receitas variadas do que pode cozinhar. Uma nota importante: uma vez por semana, há o dia da asneira onde pode comer tudo o que lhe apetecer. Chegamos ao 15º dia, onde volta à consulta para perceber os resultados que conseguiu até então. No final do mês, o tão esperado dia 31, com menos peso, a sua autoestima aumentada e com hábitos alimentares mais saudáveis entra numa nova fase. Se já alcançou o peso desejado, então resta-lhe fazer a manutenção da dieta. Aí já conhece o seu corpo, que se torna num verdadeiro aliado na manutenção de um peso que lhe dá mais saúde, autoconfiança e boa aparência. Se quer perder ainda mais peso, a nutricionista Ágata Roquete dá-lhe todos os conselhos de que precisa para prosseguir a dieta até que a balança lhe indique o peso que tanto ambiciona.

Sobre a autora:
Ágata Roquette é licenciada em Nutrição e Engenharia Alimentar pelo Instituto das Ciências da Saúde-Sul. Durante anos lutou contra o seu próprio peso, chegando a pesar na altura em que frequentava a faculdade 90 quilos. Andou em vários nutricionistas, endocrinologistas, médicos mas sem resultados visíveis. Foi aí que começou a estudar as dietas proteicas onde se elimina a ingestão de hidratos de carbono. Foi aí que começou a estudar as dietas existentes, sobretudo as proteicas – como a dieta de Athkins e South Beach que são as preferidas dos atores de Hollywood- e a fazer algumas variações, adequadas à dieta portuguesa. Como por exemplo, não anular o pão ao pequeno-almoço. Os resultados são visíveis nas muitas centenas de pacientes que acompanha. Atualmente dá consultas no seu consultório no Estoril e colabora com empresas como a Accenture e a Edifer, onde dá consultas aos funcionários das mesmas. Dá ainda consultas na Go Clinic no Atrium Saldanha, onde acompanha sobretudo mulheres grávidas e no pós-parto.

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Um dos grandes êxitos de Sveva Casati Modignani, A Viela da Duquesa regressa às livrarias no dia 24 de abril

Título: A Viela da Duquesa
Autor: Sveva Casati Modignani
Tradutor: Regina Valente
Págs: 536
PVP: 16,60 €

Depois de ter lançado, no final de 2011, o novo romance de Sveva Casati Modignani, Mister Gregory, a Porto Editora reedita, no dia 24 de abril, um dos maiores êxitos da autora: A Viela da Duquesa.
Entre Itália e Áustria, duas mulheres que pouco têm em comum atravessam o século XX com a coragem dos que ousam amar numa época sem esperança.

Sinopse:
Itália, início do século XX. Uma série de circunstâncias dramáticas aproxima duas jovens mulheres numa amizade improvável; uma é a condessa Josepha Paravicini, austríaca e recém-viúva do príncipe Enrico de Castiglia, a outra é Teresa Avigliano, uma jovem napolitana, de origens humildes, recentemente órfã de mãe.
Entre a Áustria e a Itália, o Norte e o Sul, ambas atravessam o século XX, sofrem duas guerras mundiais, vivem os dramas da ditadura fascista e os tempos difíceis da reconstrução, mas sobretudo ousam amar e inventar a esperança num período em que a hostilidade e o desespero transformam a existência num purgatório sem promessa de salvação.
Em A Viela da Duquesa, Sveva Casati Modignani entrelaça elegantemente as histórias destas duas mulheres corajosas e das suas famílias, construindo assim um mosaico assombroso do século XX, época de muitos ideais, mas também de horrores inimagináveis.

Sobre a autora:
Reconhecida como a grande signora do bestseller italiano, com mais de 11 milhões de exemplares vendidos, Sveva Casati Modignani está traduzida em 17 países e é hoje uma das autoras mais populares em Portugal. No catálogo da Porto Editora figuram já os seus romances Feminino Singular, Baunilha e Chocolate, O Jogo da Verdade, Desesperadamente Giulia, O Esplendor da Vida, A Siciliana e Mister Gregory.

Publicações Europa-América na Feira do Livro de Lisboa

Como é habitual, as Publicações Europa-América marcam presença na 82.ª edição da Feira do Livro de Lisboa que decorre, entre 24 de Abril a 13 de Maio, no Parque Eduardo VII.
No certame estarão em destaque novidades editoriais na área da ficção e não ficção, bem como diversos títulos de fundo editorial e autores de referência.

Com a estreia do filme O Hobbit, o livro homónimo e restante obra de J. R. R. Tolkien, estará em grande destaque nesta edição da feira. Uma boa oportunidade para começar a ler a jornada fantástica de Bilbo Baggins e seus companheiros.
Na área da literatura contemporânea destacam-se os livros Laços que nos Unem, de Linda Gillard; Inocente, de Scott Turow, Uma Ponta de Verdade, de Jeffrey Archer ou Viver o Sonho, de Josephine Cox, entre outros.
Já nos clássicos as grandes apostas são Ema e Sensibilidade e Bom Senso, de Jane Austen; Ana Karenina, de Leão Tolstoi ou A Paixão de Jane Eyre, de Charlotte Bronte, entre outros.
Os amantes de thrillers e policiais poderão deliciar-se com o novo livro de Robin Cook, Cura; Ex-Machina, de Robert Finn, O Vizinho, de Lisa Gardner ou Pele, de Mo Hayder, entre outros autores conceituados na área do suspense.
Na área da não-ficção Toda a Verdade sobre o Clube Bilderberg e Os Senhores da Sombra de Daniel Estulin serão dois livros indispensáveis para levar na bagagem; enquanto o ensaio de Antoine Vitkine, Mein Kampf - História de um Livro, ajudá-lo-á a compreender melhor quem foi Hitler.

Para além dos livros do dia (com 40% de desconto), a promoção 3=5 (compra três livros e leva de oferta os dois de menor valor), o visitante poderá aproveitar a Hora H, a decorrer na última hora da feira, e comprar livros com mais de 18 meses, por metade do preço (50% de desconto).

Para saber mais informações visitem a loja online em www.europa-america.pt.

Grupo Porto Editora apresenta agenda para a Feira do Livro de Lisboa

Pode ver o comunicado de imprensa aqui

Porto de Encontro | António Mega Ferreira na primeira pessoa

O escritor estará à conversa com os leitores no próximo domingo, 22 de abril, para a sexta edição do “Porto de Encontro”.
O convidado de Sérgio Almeida para o próximo “Porto de Encontro” é o escritor António Mega Ferreira, e a conversa com os leitores está marcada para domingo, 22 de abril, às 17:00, no auditório da Biblioteca Municipal Almeida Garrett, no Porto.
O percurso literário de António Mega Ferreira é diverso: publicou nas áreas do romance, da poesia, do ensaio, da crónica e da biografia, com obras como A Expressão dos Afectos e Macedo – Uma biografia da infâmia. Formado em Direito, António Mega Ferreira foi jornalista durante vários anos e em diferentes meios de comunicação social, tendo-se distinguido também enquanto comissário executivo da Expo’98.
Esta será a sexta edição do “Porto de Encontro”, um evento que vem registando um êxito crescente, com um aumento constante do número de espetadores, que aproxima escritores e leitores e por onde já passaram Gonçalo M. Tavares, José Rentes de Carvalho, Germano Silva, Luis Sepúlveda e Manuel António Pina. Este ciclo de conversas é uma ideia original do jornalista Sérgio Almeida e é promovido pelo Grupo Porto Editora com o apoio da Câmara Municipal do Porto, do Plano Nacional de Leitura, da Porto Cálem, do Jornal de Notícias, da Rádio Nova, do Porto Canal e do programa Ler + Ler Melhor, da RTP Informação.

Novidades de Abril - Papiro Editora

Título: Novo Amanhecer
Autor: Marília Duarte
Género: Romance
N.º de Páginas: 128
PVP: 12€
Sobre o livro:
Quando, naquela tarde de Abril, tendo por cenário a serra de Sintra, Maria aceitou ir à festa de anos de uma amiga, não imaginava o que o futuro lhe reservava. Não sabia que teria de trocar a sua cidade de Lisboa e a sua vida familiar e profissional por Paris, onde se dedicou de novo aos estudos, concluindo um Mestrado na Sorbonne e fazendo voluntariado na Associação Emmaus. Ela não contava que a descoberta do amor lhe viesse mudar a vida tão repentinamente. É com esta história passada em Lisboa, Paris e Abidjan, comovente e perturbadora que a autora Marília Duarte inaugura a sua incursão no romance.
Sobre o autor:
Marília Duarte é Licenciada em Línguas e Literaturas Modernas, estudos Portugueses e Franceses. Foi Professora do Q.N.D da escola E.B.2+3 Paula Vicente, onde desempenhou o cargo de Delegada de Língua Portuguesa e Coordenadora do Jornal Despertar. Foi também Coordenadora do Clube de Português, onde deu aulas de Teatro, tendo escritas algumas peças para representação. Manteve colaboração literária na revista Sol XXI e é autora de livros didáticos em Francês. Novo Amanhecer é o seu primeiro Romance.
A Papiro Editora vai promover, dia 21 de Abril pelas 15h00 o lançamento
do livro Novo Amanhecer da autoria de Marília Duarte, que terá lugar na escola EB 2+3 Paula Vicente, em Lisboa

Título: Escalada para a vida
Autor: Zélia Lima
Género: Romance
PVP: 15€
Sobre o livro:
Uma autobiografia apaixonante, feita de vitorias e derrotas onde reina a luta contra o cancro travada pela protagonista e pelo seu filho Rui Miguel. A história do casamento com o homem que amou desde nova e sempre a apoiou em todos os momentos, a perda dos filhos, as amizades que foi fazendo e fortalecendo. Aqui fica a prova de que vale a pena lutar e esperar por melhores dias para celebrar a vitória da vida.
Sobre o autor:

A autora nasce em Lisboa a 22 de Abril de 1949 e com 15 dias de idade viaja com a mãe para a Ilha de Santa Maria nos Açores, onde o pai trabalhava nos serviços de controlo aéreo, regressando a Lisboa com 6 anos. Com 12 anos, mais uma vez acompanha o pai numa missão de serviço, desta vez para a Ilha do Sal, em Cabo Verde.
A Papiro Editora, a Fundação Champalimaud e a autora Zélia Lima, vão apresentar o livro Escalada para a vida, que terá lugar na sala de vidro 1 da Fundação Champalimaud, no dia 26 de Abril, pelas 18:30.

Título: Agramonte ou o mundo astral dos profetas Autor: Porfírio Pereira da Silva
Género: Romance
N.º de Páginas: 136
PVP: 12,10€
Sobre o livro:
«A mensagem do livro ultrapassa a simples aventura das considerações mais ou menos alquímicas ou ecuménico-religiosas. Nela, o autor manifesta o seu ressentimento em relação a algum desencanto por esperanças que este país teve, apontando certos desmandos, certos indivíduos que se aproveitam.» José Correia Tavares (Vice-presidente da APE)
Sobre o autor:
Nasceu em 1956, é licenciado em Filosofia e pós-graduado em Filosofia Moderna e Contemporânea pela Universidade do Minho. Fundador do jornal Foz do Lima e da revista Íbis, autor de cerca de uma dezena de livros, é colaborador assíduo da imprensa regional e foi presidente da Associação de Jornalistas e Homens de Letras do Alto Minho. Actualmente desempenha funções de animador cultural na Biblioteca Pública Municipal de Viana do Castelo.

A Papiro Editora e ao autor Porfírio Pereira da Silva, vão apresentar o livro
Agramonte ou o
mundo astral dos profetas, que terá lugar na Câmara Municipal de Viana do Castelo., no dia 21 de Abril, pelas 17:00.

Título: Sentimentos em poesia
Autor: Ana Antunes
Género: Poesia
N.º de Páginas: 132
Sobre o livro:
Um livro de poesia é feito de momentos, de pedaços, de sonhos, que nasceram no coração transpirando sentimentos que nos vão na alma. Os poemas transformam vivências, amores e dores, em palavras, levando a um novo olhar sobre a vida. Para entender um poema é preciso deixar-se contaminar por ele, aceitar que as palavras não têm um único sentido, mas vários e muitas vezes ambíguos. Seus conceitos e definições dependem, além das circunstâncias culturais e históricas, da interpretação subjetiva das pessoas. Neste livro “Sentimentos em Poesia” estão presentes os afetos, transportados para a poesia. Tem manifestamente um apelo à Vida e dedicação aos outros. Fala de sentimentos que se misturam entre a realidade, fantasia e as coisas do dia-a-dia. Os temas são tratados com leveza na alma e apelo ao amor.
Sobre o autor:
Ana Maria Antunes Oliveira, nasceu na Póvoa de Lanhoso, em 1962. Estudou em Braga, onde reside. Tirou o curso do Magistério Primário e posteriormente a licenciatura em Administração Escolar. Exerce a profissão de professora. Neste percurso de vida, casou e teve três filhos, que são a sua Grande criação. Dotada de grande sensibilidade decidiu coloca-la no papel, transformando as folhas brancas em poesia com toda a simplicidade.
A Papiro Editora e a autora Ana Antunes, vão apresentar o livro “Sentimentos em poesia” que terá lugar dia 28 de Abril pelas 17h00 no Museu Pio XII – Medina, Braga.
A apresentação estará a cargo de Maria José Costeira e Manuel Tavares.

Bulhosa e Leitura comemoram Dia Mundial do Livro

As livrarias Bulhosa e Leitura juntam-se à comemoração do Dia Mundial do Livro, celebrado na próxima segunda-feira, 23 de abril, promovendo uma série de iniciativas, entre amanhã, 19 e 27 de abril, desde conversas com os escritores Vasco Luís Curado Valter Hugo Mãe ou João Tordo até uma tertúlia sobre Pequenas Leituras ou um workshop de preparação para a parentalidade.
- Quinta-feira, 19 de Abril, 18h30. O autor Vasco Luís Curado vai ao ‘Clube de Leitores’, na Bulhosa Campo de Ourique, para falar do seu mais recente romance Gare do Oriente. Moderação de Olga Marques.
- Quinta-feira, 19 de Abril, 21h00. O escritor Valter Hugo Mãe Sexta é o convidado da sexta sessão de ‘O que Arde Cura - Encontros na Leitura’, na Leitura Shopping Cidade do Porto. Moderação de Luís Filipe Costa.
- Segunda-feira, 23 de Abril, 19h00. O escritor João Tordo participa no ‘Clube de Leitores’, na Bulhosa Linda-a-Velha, para falar do seu mais recente romance Anatomia dos Mártires. Moderação de Paula Reis.
- Terça-feira, 24 de Abril, 18h30. Ana Rita Fernandes dinamiza a tertúlia mensal sobre livros para a infância e juventude ‘Pequenas Leituras’, na livraria Bulhosa Campo de Ourique.
- Quinta-feira, 26 de Abril, 18h00. A Bulhosa promove mais uma sessão de ‘Clube de Leitores’, na Bulhosa de Entrecampos, dedicada ao livro de Romana Petri "Esteja Eu Onde Estiver". Moderação de Paula Reis.
- Sexta-feira, 27 de Abril, 18h30. A Bulhosa de Entrecampos, em parceria com a BebéVida, promove um workshop de preparação para a parentalidade.

terça-feira, 17 de abril de 2012

Segredos do passado - Mary Nickson [Opinião]


Título: Segredos do passado
Autor: Mary Nickson
PVP: 17.90€
N.º de Páginas: 420

Depois de A Ilha dos Encantos, uma narrativa sobre os contrastes do amor e o poder da amizade na paradisíaca ilha de Corfu, Mary Nickson convida os leitores para uma viagem até à Escócia. É aí, entre lagos e vales verdejantes e castelos encantados, que se desenrola o seu mais recente romance, Segredos do Passado, uma história apaixonante de três mulheres que decidem mudar de vida e lutar pela sua felicidade.

Há cinco anos, Isobel e Giles inauguraram um centro de artes na sua mansão escocesa. Agora, com mais um curso de escrita criativa prestes a iniciar-se, aguardam a chegada de um grupo a contas com o passado.
Determinada a começar uma nova vida, Louisa Forrester parte para a Escócia em busca de aventura, novos relacionamentos e de uma segunda oportunidade.

Marnie Donovan é uma jovem americana que, após um passado marcado por vários abandonos, decide dar um novo sentido à vida. E para tal, quer encontrar a casa de infância de que a misteriosa benfeitora tanto lhe falara e assim honrar a sua memória.

Isobel Grant é uma mulher divertida e a perfeita anfitriã. Mas enquanto tenta manter as aparências de uma vida familiar idílica, enfrenta o maior desafio da sua vida, que coloca em causa o próprio casamento.

No decorrer do curso, Louisa e Marnie sentem uma crescente atração pelo enigmático Christopher Piper e, em pouco tempo, vão ser forçadas a encarar os seus medos mais recônditos e as escolhas que fizeram.

A minha opinião:
Depois de ter lido A Ilha dos Encantos no ano passado, não fiquei nada desiludida com este segundo livro de Mary Nickson. Da paisagem lindíssima da ilha de Corfu passamos para a verde, mas sombria Escócia para conhecer, sobretudo, três encantadoras mulheres. Todas elas com algo em comum: batalhadoras, sofredoras, mas com muita força interior.
Um curso de escrita criativa vai juntá-las e mudar o rumo das suas vidas.
Se por um lado temos a anti-social Marnie, um a jovem que odeia a mãe desde tenra idade; por outro existe a exuberante e extrovertida Louise que vê no curso uma possibilidade de encontrar uma nova paixão, já que deixaram para trás um romance fracassado. Depois há ainda Isobel, tia de Louise e dinamizadora do curso, uma mulher apaixonada por Giles, seu marido, mas que tem de viver para sempre com um erro do seu passado.
Durante o curso e à medida que vão escrevendo sobre as suas vidas, todos os alunos se ficam a conhecer mais, e depressa surge o interesse de Marnie e Louisa por Christopher, mas só uma irá arrebatar o seu coração.
Em algumas circunstâncias identifiquei-me muito com Marnie, sobretudo na parte da sua “incapacidade” para conhecer novas pessoas e invejei Louisa pela sua espontaneidade.
As histórias secretas de cada uma das personagens são brilhantes, levando o leitor a querer saber mais e mais das suas vidas. Por isso mesmo, gostava de ter sabido o desfecho de algumas personagens que ficaram em aberto como o caso do casal Stanley e Win. Quanto a Louisa pensei que o final seria mais maquiavélico e não tão triste.

Novidades Planeta para Abril

Título: Damon, o Regresso - Meia-Noite
Autor: L. J. Smith
PVP: 19,95 €
N.º de Páginas: 396 páginas
Tradução: Carlos Pereira
Nas livrarias a partir de 13 de Abril

Lisa Jane Smith, autora best-seller da série As Crónicas Vampíricas, adaptada para televisão, está de volta às livrarias nacionais com o terceiro volume da trilogia Damon, O Regresso.

«Queria escrever livros onde o Bem enfrenta o Mal e vence. Queria ser Frodo, morto de medo em Mordor, consciente de que o Mal que enfrenta é muito maior e mais poderoso do que ele, e ainda é capaz de reunir a coragem necessária para tentar e chegar a ser um herói. Queria transmitir aos jovens que não devem renunciar à esperança.» L. J. Smith

Depois do estrondoso sucesso com a série Crónicas Vampíricas, que se transformou numa referência na literatura juvenil de terror, e,cujo primeiro volume é Despertar, a autora decidiu escrever mais três títulos em que Damon é o protagonista.
Damon, O Regresso. Meia-Noite, é o sétimo livro de Crónicas Vampíricas e o último da trilogia Damon.
E se de repente descobrires que és um vampiro?
Querido Diário,
Não sei o que hei-de fazer. O Matt está na prisão. O Damon levou a Bonnie para a Dimensão das Trevas. E a Meredith… Logo a Meredith, que vem a saber-se possuir mais segredos do que nós todas juntas. Como pude não me aperceber de tanta coisa em relação a ela? A única coisa que eu e o Stefan temos é medo.
Com a ajuda do fascinante e tortuoso Damon, Elena salvou o seu amor, Stefan, das profundezas da Dimensão das Trevas. Mas nenhum dos irmãos regressou incólume.
Stefan encontra-se fraco devido ao longo tempo que esteve aprisionado e necessita de mais sangue do que aquele que Elena lhe pode dar, enquanto uma estranha magia transformou Damon num humano.
Selvagem e desesperado, Damon fará tudo para voltar de novo a ser vampiro, incluindo viajar de regresso ao inferno. Mas o que poderá acontecer quando, acidentalmente, levar Bonnie consigo?

A autora já vendeu mais de 30 000 livros em Portugal


Sobre a autora:
Lisa Jane Smith, cujas obras são uma combinação de género de terror, ficção científica, fantasia e romance, obteve o reconhecimento do público com a série Crónicas Vampíricas, cujo primeiro volume é Despertar. Publicado nos anos de 1990 e convertido numa referência da literatura juvenil de terror, retoma o clássico tema da luta entre Luz e Sombra, dos seus adorados C. S. Lewis e J. R. R. Tolkien.
L.J. Smith já escreveu mais de duas dezenas de livros para crianças e adultos.
Saiba mais sobre a autora em www.ljanesmith.net.


Título: O Estudante de Coimbra
Autor: Guilherme Centazzi
N.º de Páginas: 320
PVP: 18,85 €
Disponível a partir de 12 de Abril


O PRIMEIRO ROMANCE MODERNO PORTUGUÊS
Uma obra que reescreve a história da Literatura Portuguesa.

O romance que ganharia o Prémio
Saramago em 1840... se existisse.

A grande crónica contemporânea das Guerras Liberais, num estilo desassombrado, feita por um escritor pioneiro, esquecido e agora redescoberto, que deverá ser considerado o pai do romance português moderno.

«Sem dúvida o melhor espécime da actual escola das belles lettres portuguesas com que até à data nos deparámos.» Thomas Carlyle, famoso ensaísta e crítico literário escocês, recensão de dez páginas no Fraser's Magazine, 1848

Centazzi foi o primeiro romancista português, ainda antes de Alexandre Herculano e Almeida Garrett, antecipando em quatro anos Eurico, o Presbítero e em seis Viagens na Minha Terra.
Publicou em 1840 e 1841 O Estudante de Coimbra, o primeiro romance português moderno, afirmando-se como pioneiro do Romantismo em Portugal.
Foi ainda o primeiro romancista a ser traduzido no estrangeiro, embora ignorado pela elite nacional da época e ausente de quaisquer estudos sobre literatura nacional.
Em 1844, foi publicada em Leipzig a tradução em alemão da sua obra O Estudante de Coimbra, ou Relâmpago da História Portugueza, sob o título Der Student von Coimbra, pelo editor H.B. Hirschfeld.

Um escritor desenterrado do esquecimento
Pedro Almeida Vieira, conhecido romancista e organizador de uma base de dados de literatura histórica, desenterrou do esquecimento esta obra e o autor.
A professora Maria de Fátima Marinho, directora da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, escreveu para esta edição um estudo sobre a obra literária de Centazzi onde afirma que O Estudante de Coimbra sobressai pela modernidade e grande actualidade «afastando-se decisivamente do romance setencista». O Estudante de Coimbra é uma verdadeira relíquia, um romance intemporal que mescla romantismo, realismo, burlesco, sátira, crítica social e moralismo.
Retrata as venturas e desventuras de um estudante de Coimbra que se vê envolvido nas Guerras Liberais, enquanto tenta recuperar a sua amada, Maria, das teias urdidas por um frade demasiado mundano. A acção passa-se em Portugal e França, no período entre 1826 e 1838, constituindo, além de mais, um excelente repositório dos conturbados e sanguinários acontecimentos dessa época e a evolução política nos anos subsequentes, onde Centazzi faz transparecer a sua desilusão.

Sobre Guilherme Centazzi:
Nascido em 20 de Novembro de 1808, na cidade de Faro, Guilherme Centazzi era filho de pai veneziano e de mãe portuguesa. Apesar destas suas origens, nas suas obras vinca sempre o seu amor ao Algarve – a quem atribui o seu «defeito» de ser falador e grulha – e nota-se um forte patriotismo.
Formou-se na Faculdade de Medicina de Paris, obtendo o grau de Doutor, após ter fugido de Portugal por causa das suas opções liberais. Regressado a Portugal em 1834, viveu em Lisboa, mas exerceu medicina em diversas regiões em redor da capital. Durante as epidemias de febre amarela, na década de 50, a sua acção foi reconhecida com a comenda de cavaleiro da Ordem de Cristo, numa época em que lhe morreria, num curto espaço de tempo, o seu filho – da sua primeira mulher, que falecera pouco depois do parto –, a nora e o neto.
Além de diversas obras de medicina, foi o precursor em Portugal de escritos sobre as vantagens da ginástica na saúde – algo que foi visto na época como uma excentricidade – e inventou uns rebuçados peitorais, cuja comercialização industrial e sucesso se estenderia até meados do século XX.
A sua vida literária estendeu-se à poesia – em que se estreou em 1827, aos 19 anos, ainda como estudante em Coimbra –, ao romance, à dramaturgia e a composições para piano e canto. Era um exímio instrumentista em saraus da burguesia e nobreza, tendo integrado uma orquestra onde pontuava o famoso conde de Farrobo.
Foi ainda proprietário de dois periódicos efémeros: Desenganos da Vida (1863) e O Semanário (1867-1868).
Morreu em Lisboa, a 28 de Junho de 1875, e está sepultado no cemitério dos Prazeres, em Lisboa, no jazigo que pertencia a um primeiro ministro durante um governo da Monarquia Constitucional.


Título: Múltipla Escolha
Autor: Lya Luft
PVP: 14,90€
N.º de Páginas: 160

Disponível a partir de 13 de Abril

Depois do estrondoso sucesso de Perdas & Ganhos, a poetisa e romancista brasileira Lya Luft regressa a este tipo de escrita que lhe deu notoriedade.
Um livro fundamental numa altura em que a indecisão e a incerteza minam a vida das pessoas.

«Lya Luft é a maior escritora do Brasil», Paulo Coelho

Lya Luft reflecte com uma lucidez e sabedoria invulgares sobre problemas que nos tocam a todos – a nossa família, as nossas dificuldades de comunicação, o nosso lugar no trabalho – numa sociedade que criou uma série de estereótipos que nos escravizam todos os dias.
Múltipla Escolha ajuda os leitores a relativizarem certos assuntos e a valorizarem outros, muitas vezes mais próximos e mais simples, de que nos esquecemos com frequência. Escrito num tom simples, o livro quase poderia ser uma conversa com uma mãe ou um amigo, em busca de alguma sabedoria em relação à vida.
«Dona de uma escrita elegante e fácil de ser compreendida, até quando trata de
assuntos espinhosos, muitos dos quais tentamos, por comodismo ou leviandade, jogar para debaixo do tapete, Lya Luft, faz um convite explícito à reflexão.
E não foge, ela própria, de tratar coisas íntimas, se desnudando como ser humano frente aos leitores.» Diário de Pernambuco

«Em Múltipla Escolha, a escritora prossegue em sua trajetória de convidar o leitor a pensar. Assim, desde o horror à descriminalização das drogas até às exigências sociais, Lya propõe um combate à mediocridade a partir da reflexão.» O Estado de S. Paulo

Lya Luft fala com os leitores criando um clima de intimidade e, de modo quase sobrenatural, parece ouvi-los. Para a autora, o público não é uma abstracção, o que explica o seu sucesso e a sua legião de fãs. A escrita de Lya Luft, a autora mais vendida do Brasil, afirma-se, em português, como uma voz universal, tendo obras publicadas na Alemanha, França, Espanha, Itália, Holanda, Jugoslávia e Israel.

Sobre a autora:
Lya Luft é uma das mais conceituadas escritoras brasileiras da actualidade. Formada em letras anglo-germânicas, Lya Luft é uma prestigiada tradutora de alemão e inglês. Nasceu no Rio Grande do Sul, em 1938, no seio de uma família descendente de colonos alemães.
Começou a sua carreira literária em 1980, aos 41 anos, com a publicação do romance As Parceiras. Em 1996, O Rio do Meio é considerada a melhor obra de ficção do ano – Prémio da Associação Paulista de Críticos de Arte.
O livro Perdas & Ganhos (2003) atinge um sucesso inédito, ultrapassando no Brasil os 500 mil exemplares vendidos e catapultando a autora para um reconhecimento alargado, êxito que se repete com Pensar É Transgredir (2004).
Histórias de Bruxa Boa marca a sua estreia na literatura infantil, tema que retomaria em 2007 com A Volta da Bruxa Boa.
Em 2005, publicou o volume de poesias Para não Dizer Adeus e, em 2006, a colectânea de crónicas Em Outras Palavras. Regressa, em 2008, à ficção, com o Silêncio dos Amantes.


Título: O Quarto do Rei - A Época dos Venenos II
Autor: Juliette Benzoni
N.º de Páginas: 288
PVP: 18,85 €
Tradução: Irene Daun e Lorena e Nuno Daun e Lorena
Disponível a partir de 12 de Abril


O regresso da Rainha do Romance Histórico.
Se não conseguiu parar de ler Mataram a Rainha!, ficará contaminado pela leitura do segundo volume da misteriosa época dos venenos.

INTRIGA. MORTES SUSPEITAS. MISSAS NEGRAS.

Mais um romance inquietante e envolvente que tem como pano de fundo o célebre caso dos venenos que assombrou Paris e a corte de Luís XIV.
Uma história de intriga, suspense e incertezas, que Juliette Benzoni conseguiu misturar com a sua maestria habitual, e que prende o leitor até à última página.
Ao mesmo tempo que a rainha Maria Teresa morre, Charlotte de Fontenac desaparece. Vista pela última vez a entrar atrás do soberano no seu gabinete, a jovem parecia perturbada. Depois, ninguém sabe dela. Um desaparecimento sem importância no meio das cerimónias fúnebres. No entanto, algumas pessoas interrogam-se e, entre elas, madame de Montespan, cujo favor real vacila, mas que gosta muito de Charlotte.
A dama decide alertar o tenente-general da Polícia. O que acabam por descobrir é apavorante e, quando a jovem reaparece de súbito, todos constatam que já não é a mesma. Que se passou durante aqueles meses de ausência, que tanto afligiram os que lhe eram próximos, entre eles a sua prima Léonie e sobretudo Alban Delalande, o jovem que a ama com um amor sem esperança?

Sobre a autora:
Juliette Benzoni, herdeira da literatura popular do romance histórico do século XIX, é considerada uma figura de primeiro plano neste género literário, tendo vários livros convertidos em séries televisivas e em filmes. Juliette Benzoni já publicou mais de 60 romances, traduzidos em mais de 25 línguas.
É reconhecida pela sua escrita rigorosa, penetrante e envolvente, que cativa o leitor nas suas tramas e aventuras mais ousadas.

Título: O que sei dos homenzinhos
Autor: Juan José Millás
PVP: 16,60€
N.º de Páginas: 136
Disponível a partir de 12 de Abril

Um livro imperdível. O único romance capaz de nos fazer ver o mundo de um modo assombroso

Não é possível ler Millás sem que alguma coisa mude à nossa volta.
Galardoado em 2008 com o Prémio Nacional de Narrativa, Juan José Millás, um dos mais reconhecidos e premiados autores ibéricos, escreveu uma história que toca as fronteiras entre a loucura e a realidade.
Pense por um momento: suportaria mesmo ver todos os seus desejos satisfeitos?
A história é profunda e reveladora: a rotina diária de um professor universitário é perturbada pelo aparecimento de réplicas perfeitas em miniatura de seres humanos que se movem com facilidade através do mundo dos homens.
Um dia, um desses homens, criados à imagem do professor, estabelece uma ligação especial com ele concedendo-lhe desejos. Neste livro, o professor narra o último destes secretos encontros, que é também o mais intenso e perigoso, assim como descobre onde vivem, que hábitos têm e a sua vida sem inibições torna-se o seu pior pesadelo.

Sobre o autor:
Juan José Millás nasceu em Valência em 1946. É autor de várias obras, de que se destacam O Mundo (Prémio Planeta 2007 e Prémio Nacional de Narrativa 2008) e Os Objectos Chamam-nos, publicados em Portugal pela Planeta, que o consagraram como um dos grandes escritores da actualidade.
Dedica-se ainda ao jornalismo, sendo cronista regular do diário El País, e a sua prosa jornalística, várias vezes premiada, gerou tantos leitores fiéis como as suas obras literárias. Numa escrita psicanalítica e profunda, mas igualmente vívida na criação de ambientes, Juan José Millás criou uma obra ímpar, traduzida para 23 línguas.

Título: Assassinaram um Jornalista
Autor: Terry Gould
N.º de Páginas: 420
PVP: 22,20 €
Tradução: Victor Antunes
Disponível a partir de 12 de Abril

Onde vão os jornalistas encontrar ânimo para continuar a escrever a verdade em lugares onde a verdade os condena à morte?
Um exercício excepcional de jornalismo narrativo.

«Um livro sobre amor e sofrimento… através das suas reportagens meticulosas e de uma narrativa onde transparece a simpatia pela causa, Gould realiza um pequeno milagre de ressurreição por via da literatura, permitindo que os jornalistas tão cruelmente assassinados recontem as suas histórias de forma honesta e integral.» Joel Simon Director executivo do Comité para a Protecção dos Jornalistas

Os jornalistas não morrem apenas durante o fogo cruzado nas guerras. Também morrem por informar, por denunciar a corrupção dos políticos, os crimes das máfias, os abusos dos poderosos. O assassinato de Anna Politkovskaya foi notícia de primeira página em todo o mundo. Mas há muitos mais profissionais da informação que também foram vítimas de que quem os quis calar para sempre.
Assassinar um Jornalista. Morrer por uma história nos locais mais perigosos do mundo, reconstrói as histórias dos jornalistas cujo único crime foi contar o que sabiam. Ao longo de quatro anos, Terry Gould viajou pelo Iraque, Filipinas, Rússia, Colômbia e Bangladesh – os cinco países onde mais jornalistas são assassinados –, numa tentativa de encontrar resposta para esta pergunta.
Em cada um desses lugares, através de conversas com colegas, famílias e, em alguns casos, com os próprios assassinos, Terry Gould põe a nu a vida de jornalistas que se agarraram a uma história ao ponto de morrer por ela.
Procura o momento em que cada um dos protagonistas percebeu que estava disposto a morrer, e descobre as razões concretas que estão por detrás dessa coragem.
Neste retrato maravilhosamente vívido de sete almas corajosas, Gould explica-nos as suas convicções e presta homenagem à memória de cada um quando escreve «dizendo a verdade àqueles que matam os arautos da verdade».
« [...] A leitura da minuciosa investigação de Terry Gould grava em nós uma homenagem semelhante aos jornalistas retratados neste livro. Estes sete homens e mulheres de coragem, fiéis ao que de mais nobre tem a sua profissão, lutaram em circunstâncias adversas pela defesa da liberdade e da verdade em locais do globo onde esses valores há muito deixaram de ser respeitados. Pagaram com a vida a sua audácia, mas renascem agora através das palavras de Terry Gould, não ficando – como os seus verdugos pretenderiam – sepultados pelo silêncio e pelo esquecimento.
Ler este livro é também honrar todos os jornalistas assassinados
(103, apenas em 2011). É dizer ao mundo que nos importamos. Só assim viverão para sempre estes «combatentes desarmados» que ousaram entrar na arena pública, enfrentando os leões, de peito aberto.»Patrícia Fonseca Jornalista/grande-repórter da revista Visão

«Com esta colectânea macabra de homicídios horrendos, Terry Gould prestou um serviço inestimável aos jornalistas de todo o mundo… Explica como estes se tornaram mártires.»National Post

«Terry Gould fez com que todos aqueles jornalistas fossem mais do que uma estatística.Investigando tão profundamente as suas vidas, ele não só as perpetuou, como nos ensinou a compreender o seu martírio.» Columbia Journalism Review

Sobre o autor:
Nasceu em 1949, em Brooklyn, Nova Iorque.
Estudou jornalismo no Canadá e em 1984 publicou uma colecção de narrativas e mudou-se para Vancouver, onde vive actualmente, iniciando nesta cidade canadiana uma brilhante carreira como jornalista de investigação, tendo-se dedicado ao estudo do crime organizado e a questões sociais. Já obteve 47 prémios e várias menções pelas suas reportagens. É autor dos livros: Paper Fan: The Hunt for Triad Gangster Steven Wong, The Lifestyle, e Murder without Borders: Dying for the Story in the World’s Most Dangerous Places. Assassinaram Um Jornalista recebeu já os seguintes prémios:
• Prémio da Associação da imprensa Canadiana para o Melhor Livro da Defesa da Liberdade de Expressão (Canadian Journalists for Free Expression 2009 Tara Singh Hayer Press Freedom Award).
• Prémio para Melhor Livro de Não Ficção (Crime Writers of Canadian Arthur Ellis Award for Best Non-Fiction Book of 2009)
• Finalista ao Prémio para melhor Livro Político do Ano (2009 Writers Trust of Canada Awards for Best Writing of the Year).


Título: O amor dentro do meu peito
Autoras: Ivone Patrão e Maria de Jesus Moura
N.º de Páginas: 200
PVP: 15,50€
Disponível a partir de 12 de Abril

«Neste livro, quase um manual de autoajuda, senti que se permite a quem vive a situação pensar as coisas de outra forma,abrir outras perspectivas, sem ser lamechas, sem dar receitas do que é certo ou errado, sem gerar culpabilidade.»
Ana Maria Sancho, psicóloga e paciente

Um livro único em Portugal que dá voz a mulheres com cancro de mama e às suas famílias.
«O diagnóstico da doença pertence a uma pessoa, mas afecta um pequeno mundo, e esse pequeno mundo também precisa de ferramentas para se salvar, para lidar com pensamentos negativos, para andar para a frente.» Ivone Patrão e M.ª Jesus Moura

Este livro não é um compêndio clínico, com linguagem técnica. É o resultado da experiência profissional das autoras, duas reputadas especialistas em psico-oncologia, que propõem diversas estratégias para viver com o cancro de mama de maneira informada, apoiando-se em testemunhos reais de quem vive a doença e das suas famílias.

O prefácio é de Daniel Sampaio, conceituado professor catedrático de psiquiatria e saúde mental da Faculdade de Medicina de Lisboa, que recomenda a leitura atenta desta obra, por a considerar útil, com rigor científico e com informação pertinente:
«[...] Em primeiro lugar é importante para os doentes com cancro da mama e suas famílias, depois para os técnicos que se cruzam com esta patologia; por último, para todos aqueles que se interessam pela saúde e desenvolvimento e que têm preocupações com a arte e a ciência do cuidar. Quem ler este livro poderá encontrar pistas para uma nova forma de viver com cancro da mama: com realismo, sem desespero e com esperança[...].»

«É acessível e dá uma visão optimista, sem exageros. Por vezes a ideia é quase redentora: de que após um diagnóstico há possibilidade de fazer upgrade e continuar a viver, sem ser necessariamente pior.» Fátima Vaz, médica especialista em Oncologia no IPO de Lisboa

Sobre as autoras
:
Ivone Patrão
Doutorada em Psicologia Aplicada, especialização em Psicologia Oncológica. Docente e investigadora no ISPA-IU e na Unidade de Investigação de Psicologia e Saúde. Tem trabalhado nas áreas da saúde da mulher relacionadas com o cancro da mama e cancro do colo do útero, numa perspectiva sistémica, de prestação de cuidados à mulher e à família. Actualmente é coordenadora da Unidade de Recursos Assistenciais Partilhados e do Núcleo de Psicologia do Agrupamento Centros de Saúde de Lisboa V.

Maria de Jesus Moura
Mestre em Psicopatologia e Psicologia Clínica. Especialista em Psico-Oncologia pela APPO, iniciou a sua prática com crianças com cancro e suas famílias.
Directora da Unidade de Psicologia do IPO de Lisboa desde 2003, aí promove as consultas a menores, filhos de doentes com cancro. Membro fundador de associações de apoio a doentes com cancro e seus familiares (Acreditar, Associação Inês Botelho e Evita – Cancro Hereditário) e da Academia Portuguesa de Psico-Oncologia.

Título: Mistério no Benfica
Autor: Patrícia Reis
N.º de Páginas: 120
PVP: 8,50 €

Nas livrarias a partir de 12 de Abril

Da série Diário do Micas chega agora mais uma divertida e empolgante aventura, desta vez no Museu do Benfica.

O segundo livro de Patrícia Reis com a chancela da Planeta e com o apoio do Plano Nacional de Leitura, é passado em torno do emblemático clube da Luz.

A próxima abertura do Museu do Benfica motivou a criação desta aventura do Micas e dos amigos que revisitam um momento fundamental da história do clube: a conquista da Taça dos Campeões Europeus em 1962, que fará 50 anos também este ano.
Eusébio, o herói maior do nosso futebol, bem como Torres e o treinador Bella Guttman são algumas das personagens do livro. Tal como em todos os volumes da série, o livro termina com um glossário de termos e factos envolvidos na história, fornecendo informação útil e rigorosa.

Mistério no Benfica é um produto licenciado pelo Sport Lisboa e Benfica.

O Museu do Benfica está quase pronto para abrir ao público e o Micas é convidado a ir visitá-lo ainda antes. A excitação é tanta que ele nem dorme a pensar na visita do dia seguinte! Ou dorme?
A verdade é que, de repente, estranhos personagens invadem a história e o Micas nem quer acreditar que está nos balneários com… o Eusébio!!! E nos tempos mais gloriosos do glorioso Pantera Negra!!!
A alma de um benfiquista a sério produz estranhos fenómenos e os nossos amigos lá estão todos, na final da Taça dos Campeões Europeus de 1962, para resolver mais um mistério – onde foi parar a famosa taça? Depois de Mistério no Museu de Arte Antiga, Mistério no Museu da Presidência, O Mistério da Máscara Chinesa, Um Mistério em Serralves, Mistério no Oceanário e Mistério na Primeira República, este novo livro, Mistério no Benfica, vai ajudar os jovens leitores a conhecerem mais um museu português, de uma forma divertida e cheia de aventura.

Sobre a autora
:
Patrícia Reis nasceu em 1970, começou a sua carreira jornalística em 1988 no semanário O Independente, passou pela revista Sábado e realizou um estágio na revista norte-americana Time, em Nova Iorque. De volta a Portugal, é convidada para o semanário Expresso, fez a produção do programa de televisão Sexualidades, trabalhou nas revistas Marie Claire, e Elle e nos projectos especiais do diário Público. Editora da revista Egoísta, é sócia do ateliê de design e texto 004, participando em projectos de natureza muito variada. Escreveu a biografia de Vasco Santana e o romance fotográfico Beija-me (2006), em co-autoria com João Francisco Vilhena, a novela Cruz das Almas (2004) e os romances Amor em Segunda Mão (2006), Morder-te o Coração (2007), No Silêncio de Deus (2008), Antes de Ser Feliz (2009) e Por este Mundo Acima (2011).