sexta-feira, 22 de Junho de 2012 | By: Maria Manuel Magalhaes

As Raparigas da Villa - Nicky Pellegrino [Opinião]


Título: As Raparigas da Villa Autor: Nicky Pellegrino
Editora: Edições Asa
Data de Lançamento: Agosto 2011
Nº Páginas: 352

Quatro amigas, um pacto, e umas férias que mudarão as suas vidas para sempre…

Rosie, Addolorata, Toni e Lou: onde quer que estejam, estas quatro amigas cumprem sempre o pacto que fizeram quando eram ainda colegas de escola. Apesar de terem seguido rumos muito diferentes, todos os anos se reúnem para passar férias num destino paradisíaco. Entre confissões, romances e pura evasão, os lânguidos dias passados ao sol em encantadoras villas são-lhes imprescindíveis. Lou é insegura e debate-se permanentemente com os seus sonhos e expectativas. A inconveniente Toni encontrou no jornalismo uma carreira à sua medida mas as suas escolhas pessoais parecem ser uma eterna fonte de problemas. Como boa filha de italianos, a extrovertida Addoloratta, gosta de partilhar o seu amor pela vida. Será ela a salvar Rosie da solidão em que vivia desde a morte dos pais e a incluí-la neste grupo de amigas. Inesperadamente, será a tímida Rosie quem vai ver o seu futuro mudar mais radicalmente graças ao pacto… e a um sensual italiano chamado Enzo.

A minha opinião:

Nunca tinha lido nada de Nicky Pellegrino apesar de ter em casa A Noiva Italiana à espera de leitura. Por sugestão de Rui Azeredo, o tradutor de As Raparigas da Villa, decidi embrenhar-me neste delicioso livro que nos leva a Itália através de sabores, mas também da descrição de como funcionam as famílias italiana, gente unida e muito alegre, mas também de locais paradisíacos.

Pellegrino junta quatro raparigas, todas com uma personalidade diferente, mas que se complementam entre si. Por vezes, a única coisa que as une é a promessa feita nas primeiras férias que passaram juntas: todos os anos se reuniriam outra vez para uma viagem. Mas foi nas férias a Itália que as coisas começaram a mudar. As quatro raparigas conhecem Enzo, um italiano lindíssimo, e os seus amigos e uma delas vive uma intensa história de amor.

As descrições da comida italiana deixam crescer água na boca e o dia-a-dia de uma herdade cuja principal função é cuidar de um extenso olival e deste produzir azeitonas, fez-me gostar ainda mais da história. Adoro tudo o que tenha a ver com Itália apesar de ainda não conhecer o país.

O livro é assim dividido entre a história de Rosie, uma rapariga tímida que perdeu os pais ainda jovem, e o italiano Enzo, “herdeiro” da herdade das Oliveiras. É ainda complementado com partes do diário de Addolarata, a amiga de Rosie de origem italiana.

De uma leitura leve, mas ao mesmo tempo contagiante, As Raparigas da Villa retratam a família italiana, que se entre-ajuda; uma amizade forte apesar de feitios completamente diferentes das personagens. Deixaram-me curiosa para ler A Noiva Italiana, que reúne algumas das personagens deste romance.

3 marcadores:

Neptuno_avista disse...

Olá! Eu já li vários livros da Nicky Pellegrino - este ainda não. Mas pelos que li, o que vale mesmo a pena é a Noiva Italiana - tem uma história lindíssima. Essa noiva, se não me engano é a irmã da Adolaratta, mas agora não tenho a certeza. Esse foi o primeiro livro dela e fiquei entusiasmada com a escritora.
Só que depois li "A Filha do Pescador" e "Ingredientes do Amor" e desiludi-me por completo. Ainda assim vou tentar ler esse, pela tua opinião, parece ser melhor :)
Beijinho

Leitora disse...

Boa noite
Gostava de te convidar a responder a uma questão que está no blogue Atmosfera dos livros. Acho que a ideia é interessante daí estar a convidar para a participação de todos os bibliófilos.
Desde já grata pela atenção dispensada.Ficarei a aguardar a tua participação
Boas leituras!

Maria Manuel disse...

A Noiva Italiana, penso eu, é uma continuação deste portanto penso que vais gostar também.
beijinhos