sexta-feira, 5 de março de 2010 | By: Maria Manuel Magalhaes

Porto Editora lança, no próximo dia 18, "Os Dias da Febre"

Título: Os Dias da Febre
Autor: João Pedro Marques
N.º Págs.: 320
P.V.P.: 16,50€

Os Dias da Febre, o primeiro romance do historiador João Pedro Marques, leva-nos numa viagem no tempo até à Lisboa do século XIX.

A Porto Editora publica no próximo dia 18 de Março o primeiro romance do historiador João Pedro Marques. Os Dias da Febre é uma viagem pelos sons, os cheiros, as cores, as gentes, as casas, os costumes – numa palavra, pela vida – da Lisboa de meados do século XIX. Mesmo antes da sua publicação, a obra de estreia de João Pedro Marques já conquistou adeptos: Maria Filomena Mónica considera-o “um livro estimulante”; a também historiadora Maria Fátima Bonifácio destaca o “enredo de uma notável originalidade e muitíssimo bem construído”.
Apoiada por uma escrita sedutora, que se concilia facilmente com o rigor dos factos, a narrativa de João Pedro Marques distingue-se pela subtileza com que transporta o leitor para o quotidiano burguês do século XIX, tornando Os Dias da Febre numa leitura, mais do que agradável, surpreendente.
O livro principia com Elvira Sabrosa descendo a Calçada de Santana e espreitando por entre as cortinas da sua carruagem. Num dado momento, vislumbra Robert Huntley, um inglês que não via desde os tempos da infância, há mais de 20 anos.
Os Dias da Febre narra as circunstâncias que conduziram ao reencontro de Robert e Elvira, e o que dele decorreu. A acção situa-se em 1857, quando Lisboa estava a ser atingida por uma epidemia de febre-amarela que mataria quase 5 mil pessoas. É nesse contexto que a intriga se desenvolve e que o leitor é convidado não só a conviver com as figuras da época, mas também a percorrer a cidade em toda a sua diversidade, dos camarotes do S. Carlos às ruas apertadas de Alfama, das enfermarias do Hospital de S. José às bancadas das Cortes, dos salões das senhoras das classes altas ao bulício do café Nicola.
Romance histórico escrito por um historiador de reconhecido mérito e extensamente apoiado na documentação existente, Os Dias da Febre assume-se, mais do que um romance sobre uma epidemia, a morte e o amor, como um documento estimulante e fiel à época que representa.

Sobre o autor:
João Pedro Marques nasceu em Lisboa, em 1949. É desde 1987 investigador do Instituto de Investigação Científica Tropical e foi Presidente do Conselho Científico desse Instituto em 2007-2008. Doutorado em História pela Universidade Nova de Lisboa, onde leccionou a cadeira de História de África durante a década de 1990, é autor de dezenas de artigos sobre temas de história colonial, e de vários livros, dois dos quais publicados em Nova Iorque e Oxford (The Sounds of Silence, 2006, e Who Abolished Slavery? A debate with João Pedro Marques, 2010). Os Dias da Febre constitui a sua primeira incursão na área da literatura de ficção.

Sobre Os Dias da Febre:
“Adorei! Um enredo de uma notável originalidade e muitíssimo bem construído. A minha atenção ficou presa desde a primeira página.” - Maria Fátima Bonifácio, Historiadora

“Um livro estimulante que prende a atenção. -
Maria Filomena Mónica, Historiadora
quinta-feira, 4 de março de 2010 | By: Maria Manuel Magalhaes

A Lucidez do Amor - Tânia Ganho [Opinião]

-->
Título: A Lucidez do Amor
Autor: Tânia Ganho
N.º Págs.: 320
P.V.P.: 16,50€
Sinopse: Em A Lucidez do Amor, uns meses depois do 11 de Setembro, Michael Adam, piloto da Força Aérea francesa, é enviado para o Afeganistão no âmbito da luta contra o terrorismo. Passados quatro anos, parte novamente em missão, mas desta vez com plena consciência da natureza letal do seu trabalho. É com o inquietante pressentimento de que poderá não regressar a casa que se despede da mulher, Paula, e do filho recém-nascido. Atirada para um mundo sem homens, Paula é obrigada a tornar-se mãe solteira e a criar laços de amizade com o heterogéneo grupo de mulheres que a rodeia e que vive ao ritmo do toque do telefone – até ao dia em que as linhas ficam mudas… Baseado em quatro personagens profundamente humanas e complexas – o piloto estranhamente supersticioso com licença para matar, a sua mulher artista e impressionável, a sogra africana, sábia e marcada para toda a vida, e o sogro amargo que carrega um pesado segredo dos seus tempos de guerra na Guiné-Bissau –, A Lucidez do Amor é um romance inquietante e cheio de suspense, que questiona o significado do amor, explorando as diferenças que nos separam uns dos outros, mas que podem também unir-nos irrevogavelmente.

A minha opinião:
A Lucidez do Amor mostra, sobretudo, a angústia de muitas mulheres que têm os maridos, namorados, filhos, a combater em guerras, que muitas vezes não tem nada a ver com eles, nem directamente com o país que defendem. Esta angústia é “vivificada” por Paula, uma portuguesa a viver numa pequena aldeia em França, que a poucas semanas de ter dado à luz o seu filho Artur vê o seu marido francês, Michael, a partir para o Tajiquistão para lutar contra o terrorismo. Tânia Ganho constrói uma narrativa diária que coloca os leitores na pele da jovem Paula que se vê a braços com a maternidade pela primeira vez, sozinha, e com receio de que aconteça algo de mal ao seu marido. Paula é uma mulher com muitas fragilidades, com muitos receios, tanto do marido, como do próprio filho. Paula é uma mulher que ainda está a aprender a viver como tal. Apesar de ter sido mãe recentemente, mantém a sua carreira como ilustradora e isola-se muito na sua casa, vivendo constantemente angustiada. No entanto, não deixa de manter contactos com as mulheres dos colegas de Michael, que também se encontram na mesma situação. Encontram-se para piqueniques, para tertúlias, que as fazem, por momentos, esquecer que os maridos estão em ambiente de guerra e correm risco de vida diariamente. Michael é um homem timorato, que gosta da aventura, da adrenalina, precisando disso mesmo para viver. Mas o livro não retrata apenas a vida do jovem casal, como também a vida de Binta, mãe de Paula, uma africana, oriunda da Guiné-Bissau, que, apesar de ter nascido numa região muito pobre, mostra uma inteligência nata; e do seu marido Álvaro que conheceu Binta aquando da sua missão na altura do Ultramar, que carrega consigo alguns traumas de guerra que nunca quis revelar à filha, ela própria, fruto dessa mesma guerra. A Lucidez do Amor é um livro que mostra, essencialmente, o lado emocional das suas personagens, que contam desesperadamente os dias para se juntarem novamente. É um livro que nos prende e toca à história simples, mas bela, de um amor distante, mas sincero, cheio de expectativa de que tudo corra bem.

Excertos:
“No dia em que eu me começar questionar, mesmo em voz baixa, se o meu marido matou inocentes, não sei como é que vou conseguir olhar para ele.”


"Dizem que o amor é cego, mas é a paixão que não vê defeitos e incoerências. O amor é lúcido, vê as falhas e as contradições e, apesar disso, subsiste."
quarta-feira, 3 de março de 2010 | By: Maria Manuel Magalhaes

José Eduardo Agualusa lança livro em Lisboa e Porto,10 e 11 de Março às 21.30h

"Vou ser pai, eu, que ainda estou a aprender a ser filho?"
A partir de que momento nasce um pai?
De que forma um filho transforma a vida de um pai?
E qual é o papel de um pai?
José Eduardo Agualusa

O novo livro de José Eduardo Agualusa, Um Pai em Crescimento vai ser apresentado, no próximo dia 10 de Março, pelas 21h30, em Lisboa. A apresentação estará a cargo de Joana Amaral Dias e terá lugar na Livraria Ler Devagar (Lx Factory).
No Porto a apresnetação será no dia seguinte, 11 de Março, pelas 21h30 horas e terá a apresentação de valter hugo mãe na Biblioteca Municipal Almeida Garrett.

Planeta edita "O Vendedor de Sonhos e a Revolução dos Anónimos", de Augusto Curry. Disponível nas livrarias a partir de 10 de Março

Planeta edita livro de autor que já vendeu 10 milhões de exemplares no Brasil.

O Vendedor de Sonhos é uma saga contada em vários livros com os mesmos personagens, mas cada livro pode ser lido separadamente. Um personagem misterioso chamado Vendedor de Sonhos, ou Mestre, põe o mundo às avessas. Psicótico? Sábio? Impostor? Pensador? Depois do desmoronar do seu mundo, este homem procura recolher os fragmentos e reconstruir a sua vida, vendendo sonhos.
Os seus discípulos
provocam, satirizam, desafiam todos, incluindo o próprio Vendedor de Sonhos. Esta obra é uma reflexão sobre a sociedade contemporânea onde somos heróis anónimos: os deprimidos, os ansiosos, os doentes, os pais, os professores, os alunos. Em suma, nós, com as nossas forças e fragilidades, os nossos dramas e comédias, as nossas realidades e sonhos. Uma viagem que coloca muitas vírgulas na nossa história de vida e que nos ensina a nunca desistir de encontrar os nossos sonhos. Todos somos bem-vindos ao mundo dos revolucionários anónimos.

Sobre o autor

Augusto Cury é psiquiatra e
psicoterapeuta. Desenvolveu a teoria da inteligência multifocal, sobre o processo de construção de pensamentos e de formação de pensadores. É director da Academia de Inteligência, instituto que promove a formação de psicólogos, educadores e outros profissionais. Em Março de 2008, foi criado o Centro de Estudos Augusto Cury, em Portugal, encontrando-se integrado no Instituto de Inteligência. É um dos autores mais lidos no Brasil e no mundo. Os seus livros já venderam mais de 10 milhões de exemplares.

Sextante Editora publica "Acerca de Roderer" a 11 de Março de 2010

Título: Acerca de Roderer
Autor: Guillermo Martínez
N.º Págs.: 112
P.V.P.: 14,50€

A Sextante Editora publica um dos mais aclamados livros do argentino Guillermo Martínez.

Chega às livrarias no próximo dia 11 de Março Acerca de Roderer, do escritor argentino Guillermo Martínez. O livro narra o confronto vital e intelectual entre dois jovens de inteligência privilegiada. O primeiro usa esta inteligência de forma prática para se adaptar ao mundo, o segundo na busca de um conhecimento absoluto que lhe permita compreender o mundo, deslizando perigosamente até aos limites da loucura e do suicídio.
Esta incursão narrativa brilhante nos meandros da rivalidade e da inteligência oferece-nos um romance inquietante, de suspense e ambiguidade, que, segundo o próprio autor, “tem certas características de rigor de conto, mas, ao mesmo tempo, uma definição das personagens suficientemente forte para que tenha vida própria como novela.”

Sobre o autor
Guillermo Martínez nasceu em Bahía Blanca, Argentina, em 1962. É doutorado em Matemática, formado em Buenos Aires e Oxford, e escritor. É autor de duas obras já publicadas em Portugal: Crimes imperceptíveis (Prémio Planeta Argentina) e Borges e a matemática. Revelou-se como uma das grandes vozes narrativas argentinas contemporâneas.

Sobre Acerca de Roderer:
“A estas virtudes pouco comuns, Martínez acrescenta um talento narrativo especial, tanto no emprego da língua (sempre sóbrio e bem trabalhado), como no uso dos silêncios e detalhes descritivos. Acerca de Roderer é um romance excelente em que Martínez soube conjugar com brilho os seus vários interesses intelectuais, artísticos e literários.”
Javier Ágreda, es.geocities.com

“A obra minha que talvez sinta como a mais “redonda”, para além dos prémios, é Acerca de Roderer. Está a meio caminho entre o conto e o romance, como o meu género preferido, a nouvelle, que de certa forma participa das melhores qualidades dos dois mundos".
Guillermo Martínez

Porto Editora disponibiliza resumos de obras literárias para telemóveis

Segundo notícia do Público a Porto Editora disponibiliza para telemóveis versões resumidas de obras como Memorial do Convento ou Felizmente Há Luar. Pode ler a notícia na íntegra aqui

Planeta edita mais dois títulos de Donna Leon. Disponíveis nas livrarias a partir de 10 de Março

A Planeta edita mais dois títulos de Donna Leon, dando continuidade à publicação em Portugal de um dos maiores nomes internacionais do género.
Morte num País Estranho e Provas Manipuladas levam mais uma vez o leitor a Veneza pelos caminhos do comissário Brunetti, em novos e intrigantes mistérios policiais.

«O que torna a obra de Leon especialmente perturbadora é asensação de que a corrupção é um processo contínuo… As personagens de Brunetti e da sua família continuam a aprofundar-se ao longo da série.»
The Times

«Brunetti… há muito que se juntou às fileiras dos detectives clássicos de ficção»
Evening Standard

Sinopse:
Quando uma veneziana idosa é brutalmente assassinada, a principal suspeita é a sua empregada romena, que fugiu da cidade. Quando tenta sair do país, levando consigo uma considerável soma e documentos falsos, a empregada mete-se à frente de um comboio e morre atropelada. Caso encerrado. Mas quando a vizinha da vítima regressa do estrangeiro, torna-se evidente que a empregada não
podia ter sido a assassina. O Commissario Brunetti decide – oficiosamente – encarregar-se pessoalmente do caso. Quando Brunetti investiga, torna-se claro que o motivo do assassínio não foi a avareza, mas que teve as suas raízes nas tentações da luxúria. Mas talvez Brunetti esteja a pensar no pecado capital errado...




Sinopse:
Um dia de manhã cedo, Guido Brunetti, Commissario da Polícia de Veneza, é confrontado com uma visão horrenda, quando o corpo de um jovem é tirado de um fétido canal veneziano. Todas as pistas
apontam para um assalto violento, mas, para Brunetti, o roubo parece um móbil demasiado conveniente. Em seguida, algo muito incriminatório é descoberto no apartamento do morto – algo que aponta para a existência de uma cabala de alto nível – e Brunetti convence-se de que alguém, algures, se está a esforçar muito
para fornecer uma solução já pronta para o crime…


Sobre a autora:
Donna Leon nasceu em New Jersey, em 1942, viajou e trabalhou em vários países e acabou por se fixar, em 1981, em Veneza, cidade onde se passam os romances policiais que celebrizaram o Comissário Brunnetti. Com obra traduzida em 27 línguas, recordista de um milhão de exemplares vendidos no Reino Unido e com livros adaptados à televisão alemã, Donna Leon é vencedora do prestigiado prémio Macallan Silver Dagger e considerada uma referência no género policial, comparada a Simenon e Agatha Christie.

O livro de Lourenço Pereira Coutinho, Cinco de Outubro, vai ser apresentado amanhã em Lisboa

Depois da sessão de lançamento no festival literário Correntes D’ Escritas, Cinco de Outubro, de Lourenço Pereira Coutinho, será apresentado amanhã, às 19 horas no restaurante do El Corte Inglés, em Lisboa, pelo Prof. Rui Ramos.

Publicado pela Sextante Editora, Cinco de Outubro, nas livrarias desde o passado dia 22 de Fevereiro, é uma história romanceada que recorre aos protagonistas da época para retratar os últimos meses da monarquia, que resultaram na revolução republicana em Portugal.

terça-feira, 2 de março de 2010 | By: Maria Manuel Magalhaes

O Braço Esquerdo de Deus lidera tabelas de vendas

Disponível desde o passado dia 18 de Fevereiro, O Braço Esquerdo de Deus já é um dos grandes sucessos editoriais de 2010. O livro de Paul Hoffman lidera a lista de vendas nas lojas FNAC e no El Corte Inglés, é o livro de ficção mais vendido na última quinzena na WOOK.pt e entrou directamente para o quarto lugar do top de vendas da Bertrand.
Um dia antes de se estrear nos escaparates das livrarias, a primeira edição de O Braço Esquerdo de Deus encontrava-se esgotada, tendo-se avançado imediatamente para uma segunda edição que, entretanto, já se encontra disponível.
Nas semanas que antecederam a publicação deste livro, a Porto Editora disponibilizou o primeiro
capítulo do livro de Paul Hoffman, numa acção que complementa o trabalho realizado com a criação da página oficial de O Braço Esquerdo de Deus, onde os fãs podem ver o booktrailer e habilitar-se a uma t-shirt da obra. No Facebook, duas centenas de fãs já encontraram um espaço de discussão acerca daquele que já se afirmou como o primeiro sucesso editorial do ano.

“Escutem. O Santuário dos Redentores, em Shotover Scarp, é uma mentira infame, pois lá

ninguém encontra santuário e muito menos redenção.”

O Braço Esquerdo de Deus tem como cenário o Santuário dos Redentores, um lugar vasto e isolado
– um lugar sem alegria e esperança. A maior parte dos seus ocupantes foi levada para lá ainda em criança e submetida durante anos ao brutal regime dos Redentores, cuja crueldade e violência têm apenas um objectivo – servir a Única e Verdadeira Fé. Num dos lúgubres e labirínticos corredores do Santuário, um jovem acólito ousa violar as regras e espreitar por uma janela. Terá talvez uns catorze ou quinze anos, não sabe ao certo, ninguém sabe, e há muito que esqueceu o seu nome verdadeiro − agora chamam-lhe Cale. É um rapaz estranho e reservado, engenhoso e fascinante. Está tão habituado à crueldade que parece imune a ela, até ao dia em que abre a porta errada na altura errada e testemunha um acto tão terrível que a única solução possível é a fuga. Mas os Redentores querem Cale a qualquer preço. Não por causa do segredo que ele sabe mas por outro de que ele nem sequer desconfia.
Com O Braço Esquerdo de Deus, primeiro volume de uma trilogia, Paul Hoffman confirma-se como uma das novas grandes vozes da literatura de Fantasia.

Intervenção - Robin Cook [Opinião]

-->
Título: Intervenção
Autor: Robin Cook
Colecção: Obras de Robin Cook
Preço: 22.90€
Pp.: 304

Sinopse:
Quando Jack Stapleton efectua uma autópsia a um promissor jovem universitário recentemente graduado que fora há pouco tratado por um quiropata, começa a investigar medicinas alternativas. É rapidamente confrontado com a questão do que leva algumas pessoas a rejeitarem os estabelecimentos médicos e a procurarem ajuda em terapias baseadas em ciências duvidosas, filosofias orientais ou até curandeiros de fé. E a sua obsessão cresce quando é diagnosticado um cancro ao seu filho.
É então que dois antigos colegas de Jack se cruzam na sua vida. Shawn Daughtry, um arqueólogo de renome, e James O’Rourke, cardeal da arquidiocese de Nova Iorque. Shawn fez uma descoberta espantosa num souq no Cairo: um antigo códice cujo conteúdo lhe pode trazer fama internacional. A sua descoberta leva-o numa viagem secreta ao túmulo de São Pedro, na cripta da basílica em Roma, onde espera desenterrar um ossário com 2000 anos cujo conteúdo pode ter implicações médicas e eclesiásticas avassaladoras.
Shawn mal pode esperar para confessar a sua descoberta ao seu antigo colega James O’Rourke: um tesouro que pode pôr em risco a infalibilidade papal. Num esforço desesperado para proteger a sua igreja e as suas ambições políticas, James procura o seu amigo Jack para que este o ajude a proteger um segredo explosivo, com o poder de mudar vidas para sempre.


A minha opinião:
Este último livro de Robin Cook é um pouco diferente dos que tenho lido do mesmo autor. Ao contrário da habitual história médica, Cook debruça-se mais sobre um mistério muito ao estilo de Dan Brown. O já habital Jack Stapleton depara-se, desta vez, com um caso de uma jovem de 27 anos que morreu subitamente sem causa aparente. No entanto, quando autopsia o corpo, descobre uma anomalia no seu pescoço que, após ter falado com a mãe dela descobre que a vítima tinha ido recentemente a um quiroprático para que este “curasse” uma dor de cabeça. O quiroprático incidiu sobre a dissecação das artérias vertebrais e foi essa a causa da morte da jovem Keara. Após se revelar contra as medicinas alternativas e causar algum embaraço ao próprio Instituto de Medicina Legal por se deixar levar pelos instintos e quase chegar a vias de facto com o quiroprático, Jack deixa de lado a investigação e passa a interessar-se mais pela descoberta do seu amigo de faculdade Shawn que, no mesmo dia em que Keara morre, descobre, no Egipto, um dos primeiros livros que substituíram o pergaminho. Um códice feito à mão com mais de 1500 anos. Foi conservado durante mais de um milénio e meio, selado num frasco e enterrado na areia. Nesse livro, Shawn encontrou uma carta escrita no ano de 121, por um bispo septuagenário da cidade de Antioquia chamado Saturnino, o que o faz partir para Roma com a sua mulher Sana, a fim de tentarem descobrir onde estão os restos mortais da Virgem Maria. Essa descoberta vai juntar os “Três Mosqueteiros”, assim se intitulavam quando andavam na faculdade, Jack, Shawn e James O’Rourke, bispo da arquidiocese de Nova Iorque, este último com o intuito de tentar travar a descoberta do amigo, descoberta essa que poderá revolucionar a igreja católica.
Apesar de diferente do que tenho lido, recomendo mais um livro de Robin Cook que de certeza não vai decepcionar os fãs do autor. Um livro que fala sobre medicinas alternativas, segredos religiosos e mostra um outro lado de Jack, que se vê a braços com um grave problema em casa: o filho de quatro meses sofre de um grave caso de cancro.


Depois do Correntes D'Escritas 2010 Porto Editora faz balanço

Inês Botelho, Tânia Ganho e Ricardo Menéndez Salmón, pela Porto Editora, e Lourenço Pereira
Coutinho, pela Sextante, viram os seus livros apresentados no mais importante evento literário
realizado no nosso país, o Correntes D'Escritas.
Oportunidade para contactos directos com os
leitores, com a comunicação social e com a crítica especializada, e para perceber o interesse e a receptividade que o trabalho destes autores está a registar a vários níveis. Vítor Buity da Silva e Francisco José Viegas também estiveram presentes, participando em mesas de debate.
Este acontecimento serviu também para conhecer os vencedores da II edição do Prémio Conto
Infantil Ilustrado Correntes D'Escritas | Porto Editora:

1º. Prémio

A Casa Misteriosa, trabalho realizado pelos alunos do 4º. Ano do Jardim-Escola João de Deus, de
Agra, Salreu, Estarreja
2º. Prémio
Contou-me o meu avô, trabalho realizado pelos 4º. B da Escola EB 1 de Ferreiros, Baguim do Monte, Gondomar
3º. Prémio
João Ratinho à procura de casa, trabalho realizado pelos alunos do 4º. Ano, TO2 da Escola EB 1
Monte, de Touguinhó, Vila do Conde
Menções Honrosas
Ilustração - Miguelras em busca de amigos, trabalho realizado pelos alunos do 4º. Ano da Secção
portuguesa da Escola Europeia do Luxemburgo – Lux I.
Texto - Um Anjo Diferente, trabalho realizado pelos alunos do 4º. Ano, AL4, da Escola EB1/JI de
Arcozelo, Água Longa, Santo Tirso
Estes trabalhos vão ser reunidos em livro, que será publicado pela Porto Editora nos próximos
meses.

Por fim, mas não menos importante, realizou-se uma justa homenagem à escritora Rosa Lobato de Faria. Aconteceu no início da sessão de encerramento do Correntes D'Escritas 2010, por iniciativa da organização e da Porto Editora, com intervenções do Vereador da Cultura da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, Luís Diamantino, Manuel Alberto Valente, da Porto Editora, e de Aureliano Costa, que leu dois poemas da escritora, entre eles um inédito publicado no livro de Carlos Pinto Coelho, A Meu Ver.

"Uma paixão é eterna, não se compadece com essa insignificância que é a morte."
Podem ver o vídeo de homenagem aqui

Testemunho o novo livro de Anita Shreve chega a 4 de Março

Título: Testemunho
Autor: Anita Shreve
N.º Págs.: 288
P.V.P.: 18,80€

Chega no próximo dia 4 de Março às livrarias o novo romance de Anita Shreve. Testemunho, o primeiro livro que a Porto Editora publica da famosa e premiada autora norte-americana, desenrola-se em torno do mistério de uma cassete de vídeo com imagens incriminatórias que cai nas mãos do director de uma conceituada escola, prenunciando uma catástrofe de proporções que ninguém será capaz de prever.
Mais chocante do que os actos sexuais nela gravados é o facto de terem sido protagonizados por três rapazes, com idades compreendidas entre os dezoito e os dezanove anos, e uma rapariga de apenas catorze.
Qual caixa de Pandora, a gravação desencadeia uma tempestade de vergonha e recriminação que se abate sobre a pequena comunidade, revelando uma intrincada teia de segredos e mentiras. Homens e mulheres, adolescentes e adultos envolvidos no escândalo tentam decifrar os acontecimentos daquela noite e os seus efeitos. Mike Bordwin, o director, quer a todo o custo conter o escândalo e salvaguardar a reputação da escola; Silas Quinney, um popular aluno, sofre as consequências dos seus actos, enquanto Anna, a mãe, enfrenta as suas próprias faltas; e Sienna, uma jovem enigmática e perturbada, não olha a meios para esconder o seu passado.
As imagens reveladas suscitam mais perguntas do que respostas. Como foi possível tal comportamento no seio de um ambiente tão selecto? Quem é culpado e quem é inocente? Podem as consequências de um acto imprudente ser travadas ou o futuro de todos os envolvidos será
irremediavelmente destruído? À medida que o coro de vozes se levanta, revela-se a surpreendente verdade sobre os acontecimentos daquela noite, e as vidas de todos os envolvidos serão transformadas para sempre.

Sobre a autora
Natural do Massachusetts, onde ainda hoje reside, Anita Shreve graduou-se na Tufts University, foi professora e acabou por enveredar pelo jornalismo após uma das suas histórias ter ganho o O. Henry Prize, em 1975, escrevendo então artigos para revistas como a Quest, Us e Newsweek. Mais tarde, publicou dois livros de não-ficção a partir de artigos publicados na The New York Times Magazine. Em 1989 abandonou o jornalismo e dedicou-se apenas à literatura, alcançando um grande sucesso internacional – as suas obras venderam já mais de 7 milhões de exemplares em todo o mundo. Em 1998, recebeu o PEN/L.L. Winship Award e The New England Book Award para ficção.

O que dizem:
«Os romances de Anita Shreve apresentam-nos enredos cativantes e Testemunho confirma-nos esse atributo. A representação das suas personagens é perspicaz e as questões morais nele levantadas são relevantes. Um romance inteligente.»
Publishers Weekly
«Shreve dispara para muitos alvos, tecendo de um modo perfeito uma história hipnotizante e de leitura compulsiva. Ninguém sai ileso, incluindo o leitor.»
Library Journal
Anita Shreve, artífice perfeita e muitas das vezes provocadora, alcançou o auge neste romance. A sua visão das personagens, até mesmo das mais imperfeitas, é-nos dada com compaixão, revelando-nos as dolorosas consequências de um acto irreflectido.
Booklist
«Uma das melhores romancistas do nosso tempo.»
Boston Herald
«Um relato perfeito da falibilidade humana e das armadilhas da tentação.»
Daily Mail
«Uma Anita Shreve em grande forma.»
Sunday Times

Novidades Presença para a 1.ª quinzena de Março

Título: Apanhado Pela Tempestade
Autor:
Norman Ollestad

Data 1ª Edição:
02/03/2010
Nº de Edição:
Nº de Páginas: 272

P.V.P.:
15,50 €

Colecção:
Vidas d´Escritas
Nº na Colecção: 7
Sinopse: Numa manhã de Fevereiro de 1979, contava Norman Ollestad apenas onze anos, o pequeno avião onde seguia com o pai, a namorada deste e o piloto a caminho de uma cerimónia de entrega de um prémio de esqui colidiu contra as montanhas San Bernardino no meio de um intenso nevoeiro. O seu pai e o piloto tiveram morte imediata, e Sandra, a namorada do pai, estava ferida, pelo que só dependia de Norman encontrar forma de serem socorridos. Norman desceu 2607 metros, sem equipamento nem auxílio, exposto à neve, ao gelo, ao vento e à neblina traiçoeira, guiado apenas pelas memórias da sua infância. Um relato emocionante de um sobrevivente que é também uma história sobre uma relação inspiradora e tensa entre pai e filho.


Título: A Luz de um Novo Dia
Autor: Torey Hayden
Data 1ª Edição: 02/03/2010
Nº de Edição:

Nº de Páginas: 288

P.V.P.:
16,50 €

Colecção: Grandes Narrativas
Nº na Colecção: 460
Sinopse: Torey Hayden tem pela frente um ano escolar que constituirá talvez um dos desafios mais exasperantes e recompensadores da sua carreira. Da turma que lhe foi atribuída fazem parte Billy, um rapaz que transborda agressividade, Shane e Zane, dois gémeos afectados pela síndrome alcoólica fetal, Jesse, um menino que sofre de síndrome de Tourette, e Venus, uma rapariga de sete anos que não fala nem reage a qualquer estímulo, excepto quando sente o seu espaço ameaçado. Torey, com a sua dedicação e sensibilidade, tentará chegar a estas crianças que tanto precisam dela, enfrentando obstáculos e revelações dolorosas, para as resgatar do seu sofrimento e lhes proporcionar a esperança de um novo dia.



Título: Numa Terra Estranha
Autor:
Jhumpa Lahiri

Data 1ª Edição:
02/03/2010
Nº de Edição:
Nº de Páginas: 336

P.V.P.:
18,50 €

Colecção:
Grandes Narrativas
Nº na Colecção: 461
Sinopse: Numa Terra Estranha é o título genérico deste volume que reúne oito contos da vencedora do Booker Prize de 2000. São histórias que aprofundam a condição dos indianos no Ocidente, tentando manter as tradições e costumes do seu país de origem. Mas é difícil manter essa fortaleza contra a solidão e o isolamento, quando inevitavelmente a teia protectora se rompe perante os novos desafios. Estas cinco histórias autónomas e uma trilogia, numa prosa esplendorosa e renovadora, levam-nos de Cambridge, Seattle ou Roma, para a Índia ou a Tailândia, à medida que entramos nas vidas de irmãos e irmãs, pais, amigos e amantes.



Título: A Pousada da Jamaica
Autor:
Daphne Du Maurier

Data 1ª Edição:
02/03/2010
Nº de Edição:
Nº de Páginas: 288

P.V.P.:
16,50 €

Colecção:
Obras Literárias Escolhidas
Nº na Colecção: 12
Sinopse: A Pousada da Jamaica é uma obra-prima do romance de mistério, que se passa na Cornualha no ano de 1820. Mary Yellan, uma jovem de vinte e três anos, vê-se obrigada, após a morte da mãe, a ir viver com uma tia num local ermo e isolado onde esta, juntamente com o marido, explora a Pousada da Jamaica. Mas Joss Marlyn, o marido da tia Patience, é um homem obscuro e violento, e uma atmosfera ameaçadora e sinistra envolve aquele lugar. Suspense, paixão e aventura numa obra reveladora da capacidade única de Du Maurier para captar o espírito perturbador, quase sobrenatural, dos locais que elege como cenário dos seus romances.


Título: Se Eu Ficar
Autor:
Gayle Forman

Data 1ª Edição:
02/03/2010
Nº de Edição:

Nº de Páginas: 216

P.V.P.:
12,90 €

Colecção:
Noites Claras
Nº na Colecção: 5
Sinopse: Naquela manhã de Fevereiro, quando Mia, uma adolescente de dezassete anos, acorda, as suas preocupações giram à volta de decisões normais para uma rapariga da sua idade. É então que ela e a família resolvem ir dar um passeio de carro depois do pequeno-almoço e, numa questão de segundos, um grave acidente rouba-lhe todas as escolhas. Nas vinte e quatro horas que se seguem, Mia, em estado de coma, relembra a sua vida, pesa o que é verdadeiramente importante e, confrontada com o que faz com que valha mesmo a pena viver, tem de tomar a decisão mais difícil de todas.





Título: Teodora e a Pedra de Âmbar
Autor:
Luísa Fortes da Cunha

Data 1ª Edição: 02/03/2010
Nº de Edição:
Nº de Páginas: 124

P.V.P.: 8,00 €
Colecção:
Estrela do Mar
Nº na Colecção:
129
Sinopse: Quando Teodora, Alex e Gil se despediram do Mago Saramago no último Encontro Anual, este deixou-os com uma frase enigmática: «O perigo está sempre muito perto de nós…» Agora, os nossos amigos estão prestes a descobrir o que ele queria dizer com isso. O Mago está em apuros e só Teodora o pode ajudar. Dentro de uma misteriosa caixa encontrarão o início de uma aventura repleta de mensagens para decifrar, locais para descobrir e batalhas para travar a fim de irem em seu auxílio. Mas conseguirão eles superar todos os desafios? Junta-te à Teodora e entra neste mundo fantástico repleto de acção e enigmas.


Título: Que Cena, Pai!
Autor:
Thalita Rebouças

Data 1ª Edição:
02/03/2010
Nº de Edição:

Nº de Páginas: 216

P.V.P.: 9,50 €
Colecção:
As Cenas da Malu
Nº na Colecção: 4
Sinopse: Depois da mãe, dos namorados e dos professores, Malu não podia deixar passar em branco uma das pessoas mais importantes da sua vida, o pai. Armando dá-nos a conhecer os primeiros anos atribulados de convivência e, já adolescente, é Malu quem nos narra como é crescer, namorar, sair com os amigos ou viajar sem nunca deixar de ser a menina dos olhos do papá… mesmo depois de adulta! Com muito humor e emoção à mistura, aqui ficam os episódios mais marcantes partilhados por ambos. Garantimos-te que não os vais querer perder!





Título: A Princesa Emília e a Fada Encantadora
Autor:
Vivian French

Data 1ª Edição:
02/03/2010
Nº de Edição:

Nº de Páginas: 80

P.V.P.:
5,00 €

Colecção:
O Clube Tiara
Nº na Colecção:
6
Sinopse: A Princesa Emília fica nas nuvens quando a jovem Fada Encantadora chega à Academia das Princesas, embora ainda não tenha terminado a sua formação.
Está quase na altura da Grande Assembleia, no final do período escolar e seria muito bom se uns certos desejos pudessem ser realizados! O pior é que a Fada Angorá ainda não domina bem a magia!
segunda-feira, 1 de março de 2010 | By: Maria Manuel Magalhaes

Novidades Europa-América para Março

Título: A Volta ao Mundo em 80 Negócios
Autor: Conor Woodman
Colecção: Aventura & Viagens
Preço: 21.90€
Pp.: 216

Sinopse:
Era uma vez… um economista que decidiu pôr à prova as suas capacidades de negociação, charme e olho para o negócio perante as mais antigas culturas de comércio do mundo.
Vendeu a sua casa para financiar a viagem, mas se o seu palpite estiver correcto — e conseguir trocar camelos sudaneses por café zambiano, o café por vinho sul-africano e depois pegar nos lucros e ir à China comprar jade —, ele acredita que regressará com muito dinheiro, alguns amigos novos e muitas peripécias para contar. Quer seja a negociar madeira ou chá, pranchas de surf ou marisco, Conor vai estar frente-a-frente com os melhores negociantes dos mercados mais competitivos do mundo. Será a sua experiência como analista de mercado uma mais valia nos desertos áridos do Sudão? E será que o mundo financeiro londrino o deixou minimamente preparado para lidar com os comerciantes de cavalos das planícies da Ásia central, cuja base da alimentação é a vodca?
A Volta ao Mundo em 80 Negócios é uma viagem surpreendente pela história
humana e pela origem do dinheiro que hoje temos nos bolsos, que nos lembra que ganhar a vida é exactamente isso — é a vida!

Título: Venenos Dolorosos
Autor: Nick Arnold
Ilustrador: Tony de Saulles
Colecção: Ciência Horrível
Preço: 9.25€
Pp.: 160

Sinopse:
A ciência com tudo o que tem de malcheiroso e pegajoso!
Sabes…como podes transformar o teu irmão num morto-vivo às tuas ordens?
- que estás a respirar veneno neste preciso momento?
- o que os ursos polares te podem dar dores de barriga?
Então fica a saber todas as respostas dolorosas, e mais algumas, neste livro assustador.
A ciência nunca foi tão horrível!



Título: A Saúde Pela Natureza
Autor: Michel Bontemps
Colecção: Arte de Viver
Preço: 16.50€
Pp.: 192

Sinopse:
Quem mais se cura, mais dura!
Já dizia o velho ditado que é preciso cuidar de nós próprios para manter a saúde e evitar as doenças, mas hoje em dia, ao primeiro sinal de doença, apressamo-nos a ingerir medicamentos que apresentam poucos resultados e muitos efeitos secundários indesejados.
Michel Bontemps propõe-lhe um novo olhar sobre a medicina natural das antigas civilizações, colocando à sua disposição todos os meios para se manter saudável, ou recuperar mais facilmente de alguma maleita, sem ter de recorrer a substâncias tóxicas.
É claro que a prática destas técnicas não substitui uma ida ao médico, mas poderá fazer com que se restabeleça mais rapidamente e não precise de tantas consultas nem de tantos medicamentos.
Saiba como cuidar da saúde de forma natural, através de banhos e duches, cataplasmas, combinações de plantas, uma alimentação cuidada, massagens, astrologia e desporto… tudo isto de forma simples, natural e muito saudável!

Sobre o autor:
Michel Bontemps é fitoterapeuta e jornalista, e ao longo de duas décadas tem vindo a publicar várias obras sobre medicina alternativa. Tem também um programa de rádio e promove sessões de sofrologia, além de ter formação como cinesioterapeuta. Dedicou a sua vida à descoberta de receitas para o bem-estar e à partilha destas com os leitores.

Título: Ritual
Autora: Mo Hayder
Colecção: Crime Perfeito
Preço: 22.90€
Pp.: 360

Sinopse:
Nas águas do porto de Bristol, um mergulhador encontra a mão de um cadáver.
Mais perturbante do que a ausência de um corpo é a descoberta, alguns dias depois, de uma mão. E todas as provas apontam para que o corpo tenha sido decepado ainda com vida.
Transferido de Londres, o agente Jack Caffery pertence à unidade de investigação criminal de Bristol e as suas buscas levam-no aos meandros de um submundo sinistro: o lugar mais terrível que já conheceu.

Sobre a autora:
MO HAYDER é tida por uma autora em ascensão no thriller e no policial britânico. Após vários projectos na área do ensino e da realização, dedicou-se à escrita a tempo inteiro. Para mais informações, consulte www.mohayder.net.

Crítica:
«Irá apelar aos fãs de Stephen Booth e da série da BBC Wire in The Blood» Library Journal
«Mo Hayder, tal como os melhores escritores policiais, é inimitável. Até supera Ruth Rendell na sua habilidade em encontrar o horror no dia-a-dia.» The Observer

Título: Luz Assustadora
Autor: Nick Arnold
Ilustrador: Tony de Saulles
Colecção: Ciência Horrível
Preço: 9.25€
Pp.: 168

Sinopse:
A ciência com tudo o que tem de malcheiroso e pegajoso!

Sabes…
- porque é que os teus olhos não caem no chão como os berlindes?
- porque é que gente que esticou o pernil brilha no escuro?
- que um raio laser pode estorricar-te?
Então fica a saber todas as respostas e mais algumas neste livro assustador.
A ciência nunca foi tão horrível!


Título: A Caminho de Kandahar
Autor: Jason Burke
Colecção: Biblioteca das Ideias
Preço: 24.91€
Pp: 320

Sinopse:
«Uma odisseia pessoal percorrida com uma descrição vívida e uma compaixão humana», New Statesman.

No Verão de 1991, Jason Burke partiu para se juntar aos guerrilheiros curdos que combatiam no Iraque.
Este foi o início de uma viagem extraordinária que o levaria através das areias do Sara até aos picos mais altos dos Himalaias, revelando a verdadeira complexidade e diversidade do «Mundo Islâmico».
Ao descrever encontros com centenas de pessoas, desde refugiados a altos representantes do Governo, passando por atiradores especiais americanos e pelos empedernidos mujahedin, este trabalho excepcional de reportagem é um relato vívido da vida e da morte, da guerra e da paz, do fanatismo e da ignorância, do ódio e da tolerância.

Sobre o autor:
Jason Burke é o chefe de reportagem do jornal Observer. Ele cobre as notícias do Médio Oriente e do sudoeste da Ásia há cerca de uma década e é reconhecido pelos seus conhecimentos acerca do mundo islâmico. Também é o autor de al-Quaeda: The True Story of Radical Islam, uma obra que foi globalmente considerada como um redefinir da visão tradicional do mundo islâmico.

Crítica:
«Um relato maravilhosamente escrito de uma década passada nas sociedades islâmicas… intensamente pessoal… cativante e esclarecedor», Daily Mail.
«Faz com que as reportagens que vemos diariamente pareçam caricaturas… ao recusar generalizar, esta esclarecedora exploração na primeira pessoa… torna claro que o tema é muito mais complexo do que a maioria dos comentadores ocidentais dão a entender», Metro.
«Uma visão no fio da navalha», Daily Telegraph.
«Mal conseguia pousar o livro», Literary Review.
«Um guia astuto para o alcance e complexidade do mundo islâmico… vale a pena escutar as palavras de Burke», Sunday Telegraph.

Título: A Caça – Equipamentos, espécies e armas
Autor: Paul Boyer
Colecção: «Grouse, Trout & Company»
Preço: 16.91€
Pp.: 168

Sinopse:
Desde sempre que a caça foi uma fonte de alimento (para além de outros recursos que ela fornecia, nomeadamente a pele, os cornos, os ossos, dentes, etc). Crucial para a sobrevivência de muitos povos, a caça perdeu no mundo ocidental a sua causa original e conquistou, ao longo dos tempos, um lugar de natureza lúdica e desportiva. Porém, a caça é recorrentemente alvo de
acesas controvérsias, muitas vezes motivadas pelo desconhecimento da prática.
Ora, A Caça — Equipamentos, espécies e armas, é uma súmula fundada na experiência e no conhecimento, um livro de natureza prática, onde o leitor encontrará respostas para questões como:
- que equipamentos deve usar;
- quais os locais onde pode caçar;
- como conhecer a caça e que tipos de caça existem;
- como escolher o cão e a sua arma;
- como gerir a caça nas áreas reservadas para esse fim;
- quais são as regras de segurança e como deve disparar.
Um precioso guia ilustrado para os amantes e praticantes de caça, dos menos
experientes aos mais conhecedores!

Título: Alice no País das Maravilhas
Autor: Lewis Carroll
Colecção: Clássicos
Preço: 13.50€
Pp.: 148

Edição integral com as ilustrações originais de John Tenniel

Sinopse:
A obra mais famosa de Lewis Carroll narra a história de Alice e da sua viagem a um fantástico mundo povoado por estranhas criaturas quando persegue um Coelho Branco e cai na sua toca. Alice cruza-se então com o Chapeleiro Louco, o gato Cheshire e a terrível Rainha de Copas, personagens ora encantadoras ora cruéis ou simplesmente bizarras como as aventuras de Alice.
O estrondoso êxito e o fascínio intemporal que exerce sobre leitores de todas as idades — dos elogios que a rainha Vitória e Oscar Wilde lhe teceram à mais recente adaptação cinematográfica de Tim Burton — convertem este clássico da literatura infantil numa das obras mais importantes escritas até hoje.

Sobre o autor:
Lewis Carroll (1832-1898), pseudónimo de Charles Lutwidge Dodgson, distinguiu-se como escritor, matemático e fotógrafo. Autor de contos e poemas como Jabberwocky, obteve a consagração com Alice no País das Maravilhas e Alice do Outro Lado do Espelho.

Título: Alice do Outro Lado do Espelho
Autor: Lewis Carroll
Colecção: Clássicos
Preço: 13.50€
Pp.: 156

Edição integral com as ilustrações originais de John Tenniel

Sinopse:
Alice do Outro Lado do Espelho (1872) narra o regresso da jovem ao país encantado da sua primeira aventura, onde desta vez encontrará personagens como Humpty Dumpty, Tweedledee e Tweedledum. Num quente mês de Março, Alice brinca com as suas gatas quando se pergunta como será o mundo do outro lado do espelho. Para sua grande surpresa, descobre que tem o poder de atravessar um espelho e descobre um livro misterioso que só pode ser lido pelo seu reflexo. Quando atravessa o jardim
das flores vivas, Alice encontra a Rainha Preta e depara-se com um grandioso jogo de xadrez em que ela terá de participar.
domingo, 28 de fevereiro de 2010 | By: Maria Manuel Magalhaes

Os espaços em branco - Samantha Harvey [Opinião]

-->
Título: Os espaços em branco
Autor: Samantha Harvey
Chancela: Bertrand Editora
N.º de Páginas: 320
PVP: 16,95 €
Tradução: Fernanda Oliveira

Vencedor do AMI Literature Award e do Betty Trask Prize 2009, Os Espaços em Branco foi um dos livros mais falados o ano passado.
Romance incomum, narrado por um homem que sofre de Alzheimer, a obra foi ainda finalista do Man Booker Prize, do Orange Prize for Fiction e do Guardian First Book Award.

Numa emocionante viagem pelos labirintos da mente humana, a história é como um puzzle inconstante, cujas peças se vão encaixando, mas perdem a sua combinação no momento seguinte, para se agruparem novamente em cenários e significados novos. E com este jogo interminável é toda uma vida que adquire ou perde os seus contornos, a cada instante.

É a própria natureza da memória que empresta os seus ritmos à narrativa, que vai construindo e minando alternadamente a sua estrutura, expondo assim duplamente um quadro daquilo que é – em toda a sua fragilidade, em toda a sua ternura e imperfeição – ser-se humano.

Sinopse:
É o dia de aniversário de Jake e ele sobrevoa uma paisagem familiar: que o viu crescer, casar-se, onde trabalhou. Mas já não é o mesmo homem: a mulher morreu, tem o filho na prisão e está prestes a perder o seu passado. Jake sofre de Alzheimer. À medida que a doença vai avançando, Jake esforça-se por manter presente a sua história, as suas memórias e identidade, mas elas escapam-lhe e deixam de ser credíveis. O que aconteceu à sua filha? Está viva ou morreu há muito? E porque é que o filho foi preso? O que correu assim tão mal na sua vida? Houve em tempos uma cerejeira e um vestido amarelo, mas o que significam exactamente? Ajudado por Eleanor, uma amiga de infância com quem, por alguma razão desconhecida, ele agora dorme, Jake tenta resistir à inevitabilidade do esquecimento, mas os principais acontecimentos da sua vida estão sempre a mudar, embora ele tente fixá-los, e aquilo que até recentemente parecia sólido funde-se em sonhos surreais ou cenários de pesadelos. Poderá ainda salvar alguma coisa da destruição? A beleza, talvez, a memória do amor, ou absolutamente nada?

A minha opinião:
Os espaços em branco são todas aquelas recordações de que Jack não se lembra. O protagonista da história sofre de Alzheimer e no dia em que completa mais um aniversário decide oferecer a si próprio uma viagem de helicóptero que sobrevoa a povoação onde ele passou a maior parte da sua vida.
Recorda-se de Helen, a sua mulher que partiu há bastante tempo vítima de um AVC, de Henry, o seu filho que está preso na prisão cujo projecto foi o ele próprio que fez, de Eleonor, sua vizinha e agora companheira, Sara, sua mãe e uma revoltada religiosa que tenta a todo o custo esquecer o seu passado na Áustria, Alice, a sua filha e Joy a sua amante.
Quando se é velho muitas vezes o que resta são as recordações. Mas quando estas começam a falhar, o que acontece? Conseguirá Jake viver de pequenos espaços de memórias, embora não saiba quando e como elas se passaram? Conseguirá ser feliz assim? Uma história emocionante que nos faz viver a pele de um doente de Alzheimer que tudo faz para ter uma vida normal, apesar de algumas falhas de memória.
Uma história cheia de recortes, que vão surgindo espaçados e sem tempo definido, à medida que o protagonista se vai lembrando da história da sua vida. O livro revela até que ponto chega a fragilidade humana, com Jake a degradar-se cada vez mais e a tornar quase impossível a vida à pessoa que toma conta dele. Além da história de um doente de Alzheimer esta é a história de Eleonor, vizinha de Jake, que sempre foi apaixonada por ele e que só viu concretizado o seu amor quando o próprio Jake vai perdendo a memória e a sua vida vai ficando cada vez com mais espaços em branco. Recomendo vivamente.

Excertos:
“… porque se lembra disso e tudo aquilo de que se lembra aconteceu ou muito recentemente ou há imenso tempo, uma coisa a que agora tem de se habituar é ao facto de não haver lembranças intermédias.”

“De tudo isto ele se lembra e consegue ver as coisas claras como o dia – só não é capaz de dizer quando é que aconteceu. Como uma fotografia que não pode ser colocada em nenhum lugar específico no álbum.”

“Uma coisa te digo e tu tens de a ouvir: às vezes, não interessa de onde vens, o que é teu, o que consideras ser o teu lar… A verdade não é tudo. Tens de saber quando é que está na altura de te afastares”. “Ele precisa de ir à casa de banho; não consegue lembrar-se de onde é que ela fica, nem se precisará de subir as escadas e, se precisar, por qual delas irá optar.”