sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

As cozinheiras de livros - Margarida Botelho

E se um dia não houvesse livros novos para lermos?... E já tivéssemos lido todos os nossos livros de trás para a frente, de baixo para cima e até de pernas para o ar? Como iríamos viver sem novas histórias, aventuras e heróis?
Este livro infantil é simplesmente delicioso. Há uns dias participei num passatempo que o Blogue Os livros lançou, em conjunto com a Editorial Presença e tive a sorte de ser a vencedora de um exemplar. Logo que o recebi em casa corri a lê-lo porque, apesar de ser destinado aum público infantil, a temática era muito interessante. E se de um dia para o outro terminassem os livros? Tenho a certeza de que seria muito triste para todos, mesmo para aqueles que não gostam de ler. Para mim uma casa sem livros e um corpo sem alma e se não alimentamos a nossa capacidade de sonhar seremos muito infelizes. Recomendo vivamente este livro que se lê num virar de página e que nos alerta para um mundo triste, sem criatividade, enfim, sem aqueles nossos amigos que andam sempre connosco para todo o lado.

quarta-feira, 31 de dezembro de 2008




Uma boas entradas para o ano de 2009. Que este ano que agora está para vir seja melhor ainda que o de 2008.

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Saramago acusado de Plágio




Segundo notícia do Correio da Manhã de hoje, José Saramago foi acusado de plagiar uma das obras de um autor mexicano. O livro em causa é "As intermintências da morte", lançado em 2005. A notícia pode ser vista na sua totalidade através do link: http://www.correiomanha.pt/noticia.aspx?contentid=84ABE719-21A4-4794-95D6-538F68698108&channelid=00000013-0000-0000-0000-000000000013

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Um Homem com Sorte - Nicholas Sparks

Logan Thibault sempre foi um homem que em tudo se pode considerar comum. No entanto a sua vida estava prestes a mudar. A combater no Iraque, Thibault encontra a fotografia de uma mulher nas areias do deserto, e apanha-a pensando que alguém acabará por a reclamar. Mas ninguém aparece e, apesar de rejeitar a ideia, a fotografia passa a ser encarada como um talismã da sorte que faz com que Thibault sobreviva, sem ferimentos graves, a situações de indescritível perigo. De regresso aos EUA, o militar não consegue esquecer a mulher da fotografia decidindo procurá-la pelo país. Mas assim que a encontra a sua vida toma um rumo inesperado e o segredo que Thibault guarda pode custar-lhe tudo aquilo que lhe é querido. Uma história apaixonante sobre a força avassaladora do destino.
O novo livro de Sparks surpreendeu-me pela positiva. Também devo confessar que gosto bastante dos seus livros lamechas, isso é uma verdade. Mas este acho que foi um pouco diferente do que já nos habituou. Além da bonita história de amor, o autor colocou-se na pele de Thibault, um jovem soldado que combateu na guerra do Iraque, e relatou vários episódios chocantes pelos quais a personagem principal passou. Depois de ter sido o único sobrevivente do seu grupo de amigos, Thibault começa criar uma empatia cada vez maior com a rapariga da fotografia (que encontrou perdida nas ruas do Iraque) e decide, quando chega novamente aos Estados Unidos, partir, juntamente com o seu cão Zeus, para a conhecer.
Quando conhece Beth, uma rapariga na casa dos trinta anos, solteira e mãe de um rapaz de 10 anos, acaba por se apaixonar e viver uma linda história de amor.