sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Planeta editora lança "A Talentosa Flavia de Luce"

Um policial com um detective inesperado: uma menina de onze anos, com um feitio muito especial e um invulgar talento para fórmulas químicas.

Estamos no Verão de 1950 e Buckshaw é a decadente mansão inglesa onde Flavia mora com a sua família, o pai viúvo, coleccionador obsessivo de selos, e duas irmãs, nem sempre muito simpáticas…
Com uma inteligência aguçada para a idade, Flavia vive num mundo próprio.
Refugiada num velho laboratório vitoriano onde já ninguém vai, entretém-se a inventar venenos inofensivos que servem, no entanto, as suas pequenas vinganças domésticas.
Uma menina com cara de anjo mas alguma maldade…
Subitamente, Buckshaw é atingida por uma série de acontecimentos inexplicáveis. Um pássaro morto é encontrado no degrau da porta, com um selo de correio espetado no bico.
Algumas horas depois, Flavia descobre um homem caído no meio dos pepinos e vê-o exalar o seu último suspiro.
Para a pequena, que fica ao mesmo tempo chocada e encantada, a vida começa realmente a sério quando o homicídio chega à velha mansão.
Uma pintura perspicaz do sistema de classes e da sociedade da época, A Talentosa Flavia de Luce é uma história de enganos magistralmente contada e um magnífico gozo literário.

Sobre o Autor

Alan Bradley nasceu em Toronto, e cresceu em Cobourg, Ontário. Formou-se engenharia electrónica, e trabalhou em várias estações de rádio e televisão, em Ontário, e no Instituto Politécnico Ryerson (agora Ryerson University), em Toronto, antes de se tornar director de Engenharia de Televisão. Reformou-se em 1994, altura em que se dedicou por inteiro à escrita. Publicou vários textos infantis. O mais popular, Meet Miss Mullen, mereceu o prémio Saskatchewan Writers Guild Award for Children's Literature. Fundou The Casebook of Saskatoon, uma associação dedicada ao estudos de Sherlock Holmes .
A Talentosa Flavia de Luce é o seu primeiro livro para adultos, protagonizado por uma heroína infantil. Publicado em França, Alemanha, Espanha, Canadá, Estados Unidos e Inglaterra, o livro tornou-se de imediato um fenómeno junto do público e a pequena Flavia já tem uma página de fãs na Internet: http://flaviafanclub.ning.com.

Livro disponível a partir de 23 de Setembro

Livrarias Bertrand e Editorial Caminho lançam concurso


No ano em que se completam 30 anos desde que Alice Vieira escreveu Rosa, Minha Irmã Rosa, ainda hoje o seu mais emblemático livro, contabilizam-se mais de 70 livros publicados, cerca de 2 milhões de livros vendidos e 10 dos mais significativos prémios literários ganhos em Portugal e no estrangeiro, dados que fazem de Alice Vieira uma escritora impar e incontornável no universo da literatura infantil e juvenil em Portugal
No âmbito das comemorações dos 30 anos da autora Alice Viera, as Livrarias Bertrand e a Editorial Caminho estão a promover o concurso de escrita criativa Meia Hora Para Mudar a Minha Vida.
O Concurso é dirigido a jovens dos 8 aos 16 anos que deverão concorrer com um texto original, com personagens originais e um máximo de 3 páginas dactilografadas.
Os trabalhos premiados serão publicados com o nome e a fotografia do autor no próximo romance juvenil da autora Alice Vieira.
O prazo limite para o envio dos trabalhos é o dia 9 de Outubro e poderá faze-lo através do site http://www.bertrand.pt/ , enviando para bertrand_escuta@bertrand.pt ou por correio para Editorial Caminho

Enciclopedia da Estória Universal e Jovens Corações em Lágrimas são os novos livros da Quetzal

Chegam hoje às livrarias dois novos títulos da Quetzal: Enciclopedia da Estória Universal de Afonso Cruz e Jovens Corações em Lágrimas de Richard Yates.

Este é um livro de factos – e de ficções, burlas, citações – esquecidos ou ignorados pela História e encruzilhados uns nos outros em forma de labirinto. Um espaço entre mordomos coronéis, metáfora, mentiras, assassínios, deuses duplos, cabalistas fabulosos, ascetas hindus e narrativas absolutamente orientais. Além de escrever, Afonso Cruz é ilustrador, realizador de filmes de animação e compõe para a banda blues/roots The Soaket Lamb (onde canta, toca guitarra, harmónica e banjo). Nasceu em 1971, na Figueira da Foz, e haveria, anos mais tarde, de viajar por mais de sessenta países. Vive com a sua família num monte alentejano onde, além de manter uma horta e um olival, fabrica a cerveja que bebe. Em 2008, publicou o seu primeiro romance, A Carne de Deus – Aventuras de Conrado Fortes e Lola Benites.






Michael Davenport e Lucy Blaine são um casal jovem e atraente. Michael formou-se em Harvard e tem a ambição de uma carreira literária; Lucy é bonita, discreta, culta e muito rica. Recém-casados, mudam-se para Nova Iorque no início do anos 1950. Michael trabalha no seu primeiro livro de poemas, enquanto sustenta a família com um medíocre emprego diurno. Lucy, por seu turno, fora do ambiente em que foi criada, e na indefinição das suas verdadeiras apetências, parece não saber bem qual é o seu lugar no mundo. Ambos sonham com uma vida vibrante de ideias, novas experiências, emoções e realização pessoal — e aparentemente tudo têm para o conseguir.Nesses anos, em que a contracultura Beat começa a dar os primeiros sinais, Michael e Lucy descobrem a nova boémia artística nova-iorquina. Porém, o curso dos acontecimentos e das relações deixá-los-á sempre algo aquém das suas expectativas. Jovens Corações em Lágrimas demonstra mais uma vez a inigualável mestria de Richard Yates, o grande cronista do sonho Americano e das suas baixas.Richard Yates nasceu em 1926, em Yonkers, Nova Iorque. Após o serviço militar nas Forças Armadas americanas durante a Segunda Guerra Mundial, trabalhou como publicitário e chegou a escrever os discursos do senador Robert Kennedy. Os seus contos, muito premiados, começaram a aparecer em 1953, e o seu primeiro romance, Revolutionary Road, foi nomeado para o National Book Award em 1962. Yates é também autor de Perto da Felicidade (Cold Spring Harbor, no original), publicado pela Quetzal, e a que se seguirão Eleven Kinds of Loneliness, e Easter Parade entre outros títulos. Richard Yates foi casado duas vezes e foi pai de três filhas. Morreu em 1992.

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Marcador de Livros/Leituras das Marias com acesso antecipado ao livro "A Cabana"

A Porto Editora escolheu este blogue como um dos dez que vão ter acesso exclusivo e antecipado ao livro mais marcante do ano: A Cabana, de Wm. Paul Young (www.acabana.pt), cuja capa provisória aqui revelamos.
Mais de 7 milhões de livros já vendidos nos Estados Unidos, mais de 1 milhão no Brasil.
Está a chegar a Portugal.
Em breve, deixarei a minha opinião.

Guilllaume Musso em entrevista ao Círculo de Leitores

Os fãs de Guillaume Musso podem ler a entrevista que o escritor, natural de Antibes, onde nasceu em 1974, deu ao Círculo de Leitores.
O escritor fala do mais recente livro publicado em Portugal Volto para te Levar.
Pode ver a entrevista na íntegra aqui.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Novidades Asa para Outubro

Título: Doces Aromas
Autora: Agnès Desarthe
N.º de Páginas: 208
Preço: € 15
Sinopse: Para os apreciadores de Chocolate, de Joanne Harris, e de Como Água para Chocolate, de Laura Esquivel, Doces Aromas reserva os sabores e os odores imprescindíveis ao romance… e a uma boa mesa. Myriam é uma alma errante. Uma mulher contraditória cujo passado esconde memórias dolorosas e segredos inconfessáveis. Ela não faz a mínima ideia de como se gere um negócio quando decide abrir um restaurante num bairro calmo de Paris, mas, armada apenas com o seu amor pela culinária, está decidida a tentar. Inspirada pelos aromas e sabores de Paris, Myriam aposta tudo nesta nova aventura. Mal conseguindo pagar a renda, dorme às escondidas na sala de jantar enquanto tenta lidar com as recordações do passado e os sonhos que acalenta para o futuro. Mas, pouco a pouco, os seus pratos deliciosos atraem os vizinhos e Myriam apercebe-se de que pode ter-lhe sido dada uma segunda oportunidade na vida e no amor.


Título: Invisível
Autor:
Paul Auster
N.º de Páginas: 240
Preço: € 13
Lançamento Mundial a 27 de Outubro
Sinopse: Sinuosamente construído em quatro partes entrecruzadas, o décimo quinto romance de Paul Auster começa em Nova Iorque, na Primavera de 1967, quando o jovem aspirante a poeta Adam Walker conhece Rudolf e Margot, um enigmático casal francês. O perverso triângulo amoroso que rapidamente se forma, conduz a um chocante e inesperado acto de violência cujas consequências serão irreversíveis.
Três narradores contam uma história que se desloca no tempo, de 1967 a 2007, e no espaço, à medida que viaja entre Nova Iorque, Paris e uma ilha remota nas Caraíbas. Invisível está imbuído de fúria, de sexualidade desenfreada e de uma busca implacável por justiça. É uma viagem através das fronteiras sombrias entre verdade e memória, criação e identidade. Uma obra inesquecível pela mão de um dos nomes cimeiros da literatura dos nossos dias.

Título: Vidas Estilhaçadas
Autora:
Bernardine Kennedy
N.º de Páginas: 304
Preço: € 15
Sinopse: Após umas idílicas férias de Verão, a família Beecham regressava a casa, de carro, quando um condutor embriagado ditou a sua sorte. Hannah tinha 4 anos e Julie quase 2. Aquela noite deixou-as órfãs. A solidão encaminhou-as para uma tia cruel e sem escrúpulos. O destino encarregou-se de as separar.
Muito anos depois, Hannah está a trabalhar quando ouve uma voz que a abala profunda e incompreensivelmente. Quem é a estranha mulher que grita contra as injustiças do mundo? A verdade atinge-a como um raio: Julie!
Hannah tem uma vida desafogada, um casamento estável e um emprego que a realiza, feitos notáveis para quem conviveu de perto com o inferno. Mas o mesmo não se pode dizer de Julie, cuja natureza explosiva se virou contra si própria. Ela precisa desesperadamente de ajuda e terá de ser a irmã a intervir, mas ao fazê-lo, Hannah descobre horrorizada que a sua própria vida não é tão perfeita quanto parece…
Duas irmãs.
Dois mundos em rota de colisão.
Apenas o perdão evitará a tragédia.

Título: As Vidas Privadas de Pippa Lee
Autora:
Rebecca Miller
N.º de Páginas: 240
Preço: € 16
Sinopse: Pippa é a mulher perfeita. Os seus amigos consideram-na uma das pessoas mais graciosas, bonitas e estimulantes que alguma vez conheceram. Embora o seu passado esconda uma infância problemática, uma tumultuosa entrada na idade adulta e muitas escolhas difíceis, Pippa parece finalmente viver uma vida de sonho. É casada com um editor de sucesso e mãe de dois filhos. Vive numa casa irrepreensível em Manhattan e passa férias na sua moradia de luxo, à beira-mar. Tudo muda no dia em que o marido decide que está na altura de saírem de Nova Iorque com destino a um condomínio residencial para idosos, “uma medida preventiva contra a sua decrepitude”. Ele tem 80 anos mas Pippa apenas 50. Subitamente, a mulher que foi em tempos verdadeiramente selvagem e impetuosa dá por si a viver uma vida tipicamente suburbana. Por entre o zumbido de cortadores de relva, trocas de receitas e afazeres domésticos, ela começa a interrogar-se: como é que vim parar a este lugar?
Retrato acutilante das múltiplas facetas que cada pessoa encerra, As Vidas Privadas de Pippa Lee está actualmente a ser adaptado ao cinema com interpretações de Robin Wright Penn, Winona Ryder, Julianne Moore, Monica Bellucci e Keanu Reeves.

Título: A última profecia de Nostradamus
Autor: Jérome & Domenique Nobécourt
N.º de Páginas: 496
Preço: € 18
Sinopse: Aos trinta anos, Michel de Nostredame é já um médico e astrólogo reputado. Perseguido pela Inquisição, refugia-se junto do avô, mestre em ciências ocultas, que lhe revela o segredo que vai mudar a sua vida: a sua família descende da tribo de Issacar, guardiã dos arcanos do destino humano. O seu nome secreto testemunha essa missão: Nostradamus, “nós damos aquilo que possuímos”. Michel decide então partir para Paris e aperfeiçoar os seus conhecimentos sobre ocultismo. Conhece Jacques de Saint-André, íntimo da família real, que o introduz no círculo dos poderosos, em particular da jovem Catarina de Médicis, grande admiradora e uma das suas maiores apoiantes. Social e profissionalmente, Michel floresce; e a sua vida sentimental transforma-se quando conhece Marie, por quem se apaixona perdidamente. Mas o pai da sua amada é um dos mais ferozes inimigos dos heréticos. Cego pela paixão, Michel não se apercebe dos perigos que o rodeiam. Ignora que o poder do seu dom só se revelará quando se encontrar sozinho, ferido e em fuga. Sabe apenas que um dia regressará a Paris, coberto de glória…
Num enredo romântico ao jeito de Alexandre Dumas, repleto de reviravoltas e paixões, é-nos desvendada a história de Nostradamus, um homem maior do que a própria vida.

Título: O outro Homem e outras histórias
Autor: Bernard Schlink
N.º de Páginas: 224
Preço: € 13 euros
Sinopse: Parecia que estava tudo dito sobre o passado da Alemanha até que Bernhard Schlink escreveu O LEITOR (publicado pela ASA nesta mesma colecção), que se converteu rapidamente num bestseller mundial. Agora, neste seu novo livro, o autor demonstra-nos que tão-pouco está tudo dito sobre o amor.
Um casal de Berlim Oriental recorre à traição com o objectivo de salvar o casamento. Um estudante alemão em Nova Iorque apela a meios pouco convencionais para demonstrar o seu amor por uma judia americana. Um ex-progressista aburguesado vive entre os trilhos sinuosos do seu casamento liberal. Em todas as histórias, o amor como atracção e fuga: os desejos reprimidos, os mal-entendidos involuntários, a infidelidade fruto do desespero, a força inexorável dos costumes e o peso da culpa.
Como nasce e termina o amor, que subterfúgios são usados para iludir e desiludir? Em O Outro Homem e Outras Histórias, Schlink oferece-nos sete histórias de amor em que todos os protagonistas são, de algum modo, vítimas da sua época, uma geração urbana desorientada que cai uma e outra vez nas armadilhas do seu próprio passado.
O Outro Homem foi adaptado para o cinema, num filme realizado por Richard Eyre, protagonizado por Liam Neeson, Antonio Banderas e Laura Linney.

Título: O chão dos Pardais
Autora: Dulce Maria Cardoso
N.º de Páginas: 224
Colecção: Autores Portugueses ASA
Sinopse: Afonso é um homem muito poderoso. Inatingível. A não ser pelos anos, que passam e o envelhecem quase como a outro qualquer.
Há muito que já só encontra a juventude nos corpos das amantes. Como o de Sofia, que o odeia e ama Júlio.
Entretanto Alice, a mulher de Afonso, desistiu, nem sabe ela bem de quê.
Os filhos cresceram e partiram, sem partir. A filha, Clara, traduz livros inúteis e apaixona-se por Elisaveta. O filho, Manuel, é um cirurgião plástico à espera de ser julgado por negligência e entregue ao amor adiado por uma mulher longínqua com quem se encontra no ecrã do computador.
A família é uma casa em ruínas. Mas tudo está perfeito na festa dos sessenta anos de Afonso.
Antes e depois dessa festa, antes e depois da tragédia que a estraga, o romance dá conta das forças que atiram umas personagens contra outras. Seja para se amarem ou para se odiarem.
E, vertical, por entre todas as forças, a força da gravidade que estatela no chão os corpos que caem.
Mesmo assim, parece simples ser feliz.

Quetzal prepara lançamento de "2666" de Roberto Bolaño


Para o lançamento do livro de Roberto Bolaño, a Quetzal vai uma verdadeira festa, que está agendada para a Ler Devagar (Lx Factory), em Lisboa, na noite de 25 para 26 de Setembro. O livro, considerado por muitos como a principal obra da rentrée em Portugal e está a causar enorme furor em vários leitores, que aguardam com expectativa o dia 26. A editora revela ainda no Twitter «que haverá exemplares únicos numa edição especial».

Notícia: Diário Digital

Novidades Presença para a segunda quinzena de Setembro


Título: A Consciência de um Liberal
Autor: Paul Krugman
Colecção: Sociedade Global
N.º na Colecção: 36
Data 1.ª Edição: 15/09/2009
N.º de Páginas: 272
P.V.P.: € 16,00
Sinopse: Neste livro de Krugman é revisitado quase um século da história americana, para nos recordar como os princípios da expansão do capitalismo americano coexistiram com fortes desigualdades sociais. Entre 1900 e 1930 a situação quase não evolui, lembra o economista, que a partir daí formula uma primeira conclusão: o mercado livre, por si só, não corrige estes desequilíbrios, eles precisam de ser corrigidos pelas decisões políticas. A América emergiu do New Deal de Franklin Roosevelt com fortes valores democráticos e uma prosperidade amplamente partilhada graças ao fortalecimento das classes médias. Krugman aborda depois o retrocesso ocorrido a partir dos anos 70, até à presente crise. Por fim em linhas gerais as medidas que considera fundamentais para ultrapassar os dramáticos flagelos que assolam a América dos nossos dias.



Título: Obras de Florbela Espanca - Obra Poética
Colecção: Obras de Florbela Espanca
N.º na Colecção: 1
Data 1.ª Edição: 15/09/2009
N.º de Edição: 1.ª
N.º de Páginas: 204
P.V.P.: € 12,00
Sinopse: Este primeiro volume das «Obras de Florbela Espanca» inclui os três livros de poesia que, entre outros projectos concebidos pela escritora, não só foram por ela preparados para publicação, mas também conduzidos até à edição que, embora sujeita a contingências, ficou legitimada pela sua vontade de autora: Livro de Mágoas, publicado em 1919, Livro de Soror Saudade, dado a lume em 1923, e Charneca em Flor, que saiu do prelo em Janeiro de 1931, logo após a morte da poetisa. Esta edição conta com um ensaio introdutório e notas histórico-literárias de José Carlos Seabra Pereira, eminente estudioso da poesia florbeliana.


Título: O Verso da Língua
Autor: Juva Batella
Colecção: Lado B
N.º na Colecção: 3
Data 1.ª Edição: 15/09/2009
N.º de Edição: 1.ª
N.º de Páginas: 216
P.V.P.: € 13,50
Sinopse: Sente que o Novo Acordo Ortográfico é confuso? Que nunca se vai habituar? Que nem sequer teve voto na matéria? E de que lado ficaria se pudesse, de facto, votar? Até onde estaria disposto a ir? Juva Batella foi longe, e criou esta trama insólita - onde não faltam mistérios, sequestros, assassinatos, suicídios e investigações policiais à italiana - protagonizada pelo Verbo, pelo Substantivo, pelo Dr. Aurélio, pelo Pleonasmo, pelas Gírias, pelas Interjeições, pelo Palavrão, pelo Negrito e o Itálico e por muitos outros. Todo o universo da língua está aqui, num romance híbrido - policial linguístico - sobre a violência das palavras e a nossa língua-pátria, essa língua transatlântica que todos falamos e que nos faz dizer, como Caetano Veloso: «Gosto de sentir a minha língua roçar a língua de Luís de Camões».


Título: Memórias de um Vampiro - Tomo 1 - Trilogia Nocturnus
Autor: Rafael Loureiro
Colecção: Via Láctea
N.º na Colecção: 77
Data 1.ª Edição: 15/09/2009
N.º de Páginas: 200
P.V.P.: € 13,00
Sinopse: Memórias de Um Vampiro é o primeiro volume de uma trilogia onde romance e aventura se combinam para nos abrirem as portas a um universo repleto de emoções intensas, valores supremos e conflitos arrebatados. Daimon DelMoona, nascido no século XVII, viu o seu mundo desmoronar-se quando a mulher que ia desposar morre. Do seu sofrimento é resgatado por uma vampira, que lhe concede o Novo Nascimento. E assim começa uma odisseia que atravessa os séculos para culminar numa batalha contra o tirano Alexander, um vampiro sedento de poder. Para travá-la, novas alianças terão de ser forjadas, e um amor com ressonâncias do passado terá de ultrapassar duros obstáculos. Mas conseguirá Daimon vencer esta cruzada e concretizar o seu amor sem fim?


Título: Chéri
Autor: Sidonie-Gabrielle Colette
Colecção: Obras Literárias Escolhidas
N.º na Colecção: 8
Data 1.ª Edição: 15/09/2009
N.º de Páginas: 128
P.V.P.: € 11,00
Sinopse: Chéri, romance publicado em 1920, aborda o delicado tema da sedução amorosa entre uma bela cortesã a caminho da meia-idade e um adolescente mimado. Chéri, de uma cálida voluptuosidade, rompe com os cânones da época - ele com as suas infantilidades e pequenos amuos, é quem se deixa amar. Ela, uma mulher experiente, aceita com serenidade o prazer que ele lhe proporciona e não descura nenhum pormenor da sua educação amorosa. Até que a mãe de Chéri resolve, convenientemente, casá-lo. Colette consegue evocar esta intimidade e o seu contexto com palavras precisas, sensuais e poéticas, que não excluem o sarcasmo em relação a um certo meio social e a análise subtil da psicologia feminina. A tradução de José Saramago restitui-nos todos cambiantes da escrita de Colette com magnífica pujança e nitidez. Colette (1873-1954) é considerada uma das mais notáveis escritoras e mulheres da primeira metade do século XX.


Título: Guia Popular De Vinhos
Autor: Aníbal Coutinho
Colecção: Diversos
N.º na Colecção: 44
Data 1.ª Edição: 15/09/2009
N.º de Páginas: 144
P.V.P.: € 9,80
Sinopse: Qualquer consumidor regular de vinhos, mais do que páginas repletas de notas de prova altamente especializadas, espera de um bom guia recomendações que equilibrem preço e qualidade e aumentem assim o seu leque de escolha. Cada vinho seleccionado para integrar este guia é acompanhado do preço respectivo - entre 2 e 5 euros, ou entre 5 e 10 euros. Desfrute destas sugestões junto de familiares e amigos e aprecie os melhores vinhos de norte a sul do país.

Título: A Era da Turbulência - Contribuições para um Mundo em Mudança
Autor: Alan Greenspan
Colecção: Sociedade Global
N.º na Colecção: 20
Data 1.ª Edição: 18/09/2007
N.º de Edição: 3.ª
N.º de Páginas: 604
P.V.P.: € 30,00
Sinopse: Tendo já sido aclamada como o «legado pessoal e intelectual de Alan Greenspan», A Era da Turbulência é a autobiografia de um homem cujo percurso de vida lhe concedeu um acesso privilegiado a tudo o que de melhor foi dito e pensado acerca de um vasto número de questões fundamentais ao longo de várias décadas. Munido das suas memórias e de um incisivo espírito de observação, com este livro o autor contribui para a compreensão das dinâmicas subjacentes aos grandes acontecimentos mundiais, fazendo-nos ainda uma visita guiada ao futuro da economia global. O testemunho de um dos maiores pensadores do nosso tempo, que será publicado em mais de quinze países.

Casa Fernando Pessoa transforma-se em Casa-Poema

Amanhã, 16 de Setembro, a Casa Fernando Pessoa vai ser uma Casa-Poema. As paredes do edifício albergarão inúmeras versões de uma só ode de Ricardo Reis. Para isso, a Casa Fernando Pessoa agendou um leque alargado com o objectivo de aproximar o público do poeta.
O dia será preenchido com animação de rua e, às 19h30, actores da Tenda – Palhaços do Mundo vão declamar poemas de Pessoa das janelas da Casa Fernando Pessoa para a rua em frente. As iniciativas continuam às 21h30, com o espectáculo musical «Flak + Amigos», e, às 22h30, com a peça de teatro «Todos os Casados do Mundo são Mal Casados», dramaturgia de Inês Pedrosa a partir de textos de Ovídio e Fernando Pessoa, encenada e interpretada por Diogo Dória.

Espólio documental de Pessoa classificado tesouro nacional
A partir de hoje, dia 15 de Setembro todo o espólio de Fernando Pessoa é classificado de interesse nacional, com o objectivo de "evitar o risco de dispersão, deterioração ou perecimento".
Pelo decreto-lei ficam abrangidos "todos os documentos produzidos ou reunidos por Fernando Pessoa, seja na forma de manuscritos autógrafos, isolados ou integrados em documentos de terceiros, assinados ou não, de dactiloscritos ou tiposcritos, com ou sem intervenção autógrafa, assinados ou não".
São ainda incluídos "todos os documentos biográficos de Fernando Pessoa ou que registem as suas técnicas e hábitos, assinados ou não, seja qual for o acabamento do texto ou textos neles contidos, e os documentos impressos que se reconheça terem pertencido à sua biblioteca e ostentem marcas autógrafas de utilização".

Notícia: Diário Digital

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Passatempo "O Verso da Língua" de Juva Batella

O blogue Marcador de Livros, em conjunto com a Editorial Presença, tem para oferecer 3 exemplares do livro de Juva Batella, O Verso da Língua (disponível a partir do dia 15 de Setembro).
Para tal, basta responder correctamente às seguintes questões:

1 – Quem achava o verbo ser o único ausente na chamada?
2 – Qual o nome da professora?

3 – Onde vive actualmente o autor do livro?

Regras do Passatempo:
- O passatempo decorre até às 23:59 do dia 20 de Setembro.
-
Para participarem terão de enviar um email para marcadordelivros@gmail.com com as respostas, juntamente com os seus dados pessoais (nome e morada).
- Os premiados serão sorteados aleatoriamente e o nome dos vencedores
será publicado neste blogue e os mesmos serão avisados por email.
- Só serão permitidas participações a residentes em Portugal e apenas uma por participante e residência.

Pode ver um excerto do livro aqui

Sinopse:

«No princípio era eu, a Onomatopeia. E eu distribuí os sons aos fenómenos. Foi um BUM! (ou BIG BANG!, como se diz). E aquele estertor, chocalhando a vaziez do nada mais nada já havido, era eu, a Onomatopeia, obrando o mundo à minha maneira.»
Assim começa O Verso da Língua - o romance do (des)acordo ortográfico, do brasileiro Juva Batella. Numa discussão dramática em redor da gramática, o mote é lançado sobre o acordo ortográfico entre o Brasil e Portugal em acesas discussões no “Debatedouro”, local onde se reúnem os protagonistas para votar o dito acordo, e na casa do Enredo, arquitecto incógnito de toda a acção. Uma trama policial que tem como personagens as figuras sintácticas e gramaticais como as Aspas, o Substantivo, a Sílaba, o Sujeito ou o Til, a Metáfora, a Nota de Rodapé e o Ponto Final, seres intervenientes na Narrativa. E por falar em Ponto Final, alguém o sequestrou antes da Norma ser concluída. Será que está suspenso pelas Aspas? Um livro que não adopta uma posição relativamente ao Acordo. Expõe, através das personagens, os diversos argumentos sem favorecer (em lógica ou mestria da retórica) um ou outro lado. É também uma obra de grande actualidade na corrente conjuntura política entre os dois países, sobretudo em Portugal, onde a discussão parece ser mais apaixonada pela previsível perda de força e influência do português padrão no mundo lusófono.

GÉNERO: Literatura e Ficção/Policial/ Contemporâneo/ Lusófono.
Romance gramatical, novela policial e instrumento didáctico.
PÚBLICO-ALVO: ambos os sexos, a partir dos 18 anos.
INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES: Publicado no Brasil (1995), com prefácio do escritor Luís Fernando Veríssimo: “O resultado não é surrealista. Pelo contrário, é hiper-realista. É o primeiro livro que eu conheço a abordar um assunto que as palavras e os signos vêm evitando desde que nasceram: eles mesmos.”
Foi integrado na lista de livros de leitura obrigatória de algumas escolas em São Paulo.
Foi adoptado pela Biblioteca do Ensino Médio de S. Paulo (ensino secundário).
Nos EUA, a obra foi objecto de diversos artigos e ensaios de crítica literária no âmbito das disciplinas de literatura brasileira.

Sobre o autor:
Juva Batella nasceu no dia 13 de Junho de 1970. Aprendeu a andar em 71, a falar em 72, a nadar em 76 e a andar de bicicleta, sem as rodinhas laterais, em 1980. Escreveu o primeiro caderno de caligrafia em 1976 (inédito), é Doutor em Literatura Brasileira, com uma tese sobre o escritor brasileiro João Ubaldo Ribeiro, e publicou no Brasil os seguintes livros: O Verso da Língua, seu primeiro romance, em 1995; A Cabine / O Trânsito, seu primeiro livro de dois contos, em 2002 (uma das histórias foi adaptada pela TV Globo para a série «Brava Gente», com os actores António Fagundes e Marília Pêra); Confissões de Pai Doméstico, em 2003; Quem Tem Medo de Campos de Carvalho?, a sua dissertação de Mestrado, em 2004; e ainda, no domínio da literatura juvenil, O Menino Que Guardava as Palavras na Barriga, em 2006; e, em 2008, Em Busca do Amor Perdido e O Labirinto da Cabeça da Matilde. Juva mora actualmente em Lisboa, onde dorme bem e quase não chora.